sexta-feira, maio 07, 2010
Monguices V
Sentir muito pelos outros e pouco por nós próprios, conter o nosso egoísmo e cultivar a indulgência, domesticar a nossa bestialidade e deixarmo-nos trespassar pela desrazão do Amor... aproximar a nossa natureza da perfeição Dele.

cbs

Etiquetas:

posted by @ 10:07 da tarde  
86 Comments:
  • At 7 de maio de 2010 às 22:24, Blogger cbs said…

    não é fácil, em se sendo um animal...

     
  • At 7 de maio de 2010 às 23:51, Blogger BLUESMILE said…

    Mas a desrazão do amor radica na beleza da animalidade exultante.
    Por isso, desconfio sempre de quem fala do amor sem animalidade pungente autêntica.
    Somos animais que amam.

     
  • At 11 de maio de 2010 às 13:23, Blogger cbs said…

    Olá Blue
    não tinha reparado no comentário, desculpa...

    O Amor vem Dele e radica Nele. Não o confundo (nem excluo), nem com Afrodite, nem com Eros.
    Mas somos animais que amam, sim... ás vezes. O que digo é que a animalidade nos facilita muito o desamor, o escorregar para a mecânica, para a matéria, como diria o Bergson, esquecendo Ágape. Só isso...

     
  • At 11 de maio de 2010 às 13:32, Blogger cbs said…

    E já agora, não estou de forma nenhuma a condenar o erotismo. Nem penso que a Igreja o faça.
    A desvalorização do sensivel e do corpo, têm origem no pensamento grego (a separação alma - corpo) e foram combatidas pelos Padres da Igreja desde o séc. I.
    Basta lembrar que o Verbo fez-se carne, nas palavras de João.

    No entanto, acho que aquilo que hoje se diz erótico, afasta-se bastante do amor verdaeiro, apesar das modas fomentarem a ideia oposta.

     
  • At 12 de maio de 2010 às 19:55, Blogger BLUESMILE said…

    O amor é eros, sempre, pois se até o amor apaixonado de deus por nós é carregado de erotismo....

    Não há nada tão "sagrado" quanto a "animalidade" do amor.

    Isso nos faz humanos - a inteireza do ser, eros e agape.

     
  • At 18 de maio de 2010 às 18:23, Blogger timshel said…

    Bluesmile

    Porquê?

     
  • At 21 de maio de 2010 às 18:17, Blogger zazie said…

    Se o amor tivesse sempre de ser eros não existia o amor mais bonito que até os animais conhecem- o das mães e pais pelas crias.

    por outro lado a sexualidade é que pode existir sem amor e tanto ser hino à vida como as mais profundas trevas.

     
  • At 21 de maio de 2010 às 18:19, Blogger zazie said…

    E a sexualidade não é sagrada.

    A ser, é tanto como qualquer instinto e nunca vi alguém dizer que a satisfação dos instintos fosse um acto de grande sacralidade.

    Até as amibas o fazem.

     
  • At 21 de maio de 2010 às 18:22, Blogger zazie said…

    Mas, partindo deste pressuposto- que a sexualidade é sagrada e anda sempre de mãos dadas com o amor, resta perguntar porque se condenam práticas eróticas como a pedofilia ou outras, tão ou mais eróticas- logo, sagradas.

    Por aqui passa toda a questão do sentido de família e do único casal onde a junção entre amor e sexo é abençoada por Deus.

     
  • At 21 de maio de 2010 às 18:26, Blogger zazie said…

    Com isto não nego nem invalido a boa existência de um instinto de vida.

    O seu oposto chama-se acédia e sempre foi considerado pecado.

    Mas nada disto implica sacralidades de erotismos e obrigação de se incluírem noutras formas de amor.

    Se assim fosse negavam-se santos e eremitas e todos os místicos e beatos que não era por acédia que viviam para um amor diferente.

     
  • At 21 de maio de 2010 às 18:28, Blogger zazie said…

    Mas eu sei que é com esta ideia que se chega a confundir o amor divino com o terreno e a extrapolar para a sacralidade da homossexualidade- como se tudo fosse sempre apenas uma forma de "agapê".

     
  • At 21 de maio de 2010 às 18:29, Blogger zazie said…

    O Platão teorizou isto no Banquete.

    Nem na cultura helénica esta ideia tem sustentação teórica.

     
  • At 21 de maio de 2010 às 22:52, Blogger BLUESMILE said…

    " satisfação dos instintos fosse um acto de grande sacralidade.
    Até as amibas o fazem."

    Ãs amibas não fazem sexo.
    Não satisfazem qualquer instinto sexual ou "pulsão de vida"

    ( A reprodução pode ser completamente assexuada - e é-o em muita espécies)

     
  • At 21 de maio de 2010 às 22:55, Blogger zazie said…

    Portanto o erotismo é sagrado porque sim.

    E o amor maternal só poderia ter algo de sagrado se fosse erótico.

    É o que se depreende- tudo é sexo- Deus fode-nos e ditou o principal mandamento- fodei-vos uns aos outros.

     
  • At 21 de maio de 2010 às 22:57, Blogger zazie said…

    A outra consequência lógica é que a reprodução assexuada da natureza é inútil pois a Criação só foi feita para se prolonga com erotismo à Maio de 68.

     
  • At 21 de maio de 2010 às 22:59, Blogger zazie said…

    Acho bem essa do fodei-vos uns aos outros.

    Mas por mim hoje não estou com pachorra para monguices com cadelas.

     
  • At 21 de maio de 2010 às 23:01, Blogger zazie said…

    Aquele poema foi altamente canino:

    «Mas a desrazão do amor radica na beleza da animalidade exultante.
    Por isso, desconfio sempre de quem fala do amor sem animalidade pungente autêntica.
    Somos animais que amam.
    »

    A Natália Correia não faria melhor.

     
  • At 22 de maio de 2010 às 06:25, Blogger BLUESMILE said…

    1)"E o amor maternal só poderia ter algo de sagrado se fosse erótico.~"
    Há muito de erótico / sensual no amor maternal.
    Há muito de pura animalidade instintiva no amor maternaal.
    Nem por isso deiza de ser sagrado.

    (Nota - Eros não coinciede com a noção com coito com fins reprodutivos)

    b) "A outra consequência lógica é que a reprodução assexuada da natureza é inútil "
    A ilação lógica é que a reprodução assexuada é tão útil como a reprodução sexuada: são apenas hipóteses evolutivas.
    E mesmo nissso há uma imensidão de variáveis - em numerosas espécies, a reprodução SEXUADA não implica o coito ou mesmo o contacto físico entre os progenitores.
    Depois, há outras espécies - como todos os primatas superiores, homo sapiens e bonobos incluidos - em que o sexo não tem apenas finalidades reprodutivas mas se destina a outra coisa completamente diferente.

     
  • At 22 de maio de 2010 às 06:25, Blogger BLUESMILE said…

    São as espécies que praticam o coito sem que a fêmea esteja no cio. Não me parece que os bonobos pratiquen com erotismo à Maio de 68( ou qualquer forma de erotismo puro e duro) mas que se divertem sem finalidades procriativas, isso é verdade...

     
  • At 22 de maio de 2010 às 06:27, Blogger BLUESMILE said…

    Obrigada pelo elogio comparativo da natália correia.
    Não é um porema; foi um paraágrafo escrito en passant, não resulta de qualquer esforço literário.
    Enfim, cocanhices.

     
  • At 22 de maio de 2010 às 14:08, Blogger zazie said…

    O que é que a "animalidade instintiva" tem a ver com relações sexuais?

    V. Veio para aqui querer fazer valer a ideia que o problema da pedofilia se prende com a castidade dos padres.

    E depois escreveu esse disparate que agapê e erotismo têm de andar juntos, pois de outra forma o erotismo não era sagrado.

    Eu mostrei-lhe que isso é uma gigantesca calinada que, sendo levada à letra, até legitimava todo o incesto, pedofilia e o que mais aprouver.

    Porque, se algo existe de superior na capacidade humana de juntar instinto com amor é precisamente quando retira o erotismo dessas relações.

    Se os pais praticassem sexo com os filhos não existia amor maternal nem paterno e o mesmo em relação a irmãos ou parentes próprios.

    A capacidade de existência de relações de protecção e carinho completamente assexuadas é que é uma mais valia humana.

    E até existe, em menor escala, nos animais. Enquanto protegem as crias não existe sexo com filhos.

    V. escreveu para aí que o inverso é que era o supra-sumo divino.

    -----
    O resto foi desvio com o que nada tem a ver com o caso. Tinha de responder a isto ou à pergunta simples que o Timshel também lhe fez.

    A isso não responde porque não sabe. Nem sabe sustentar o que diz.

     
  • At 22 de maio de 2010 às 14:14, Blogger zazie said…

    De resto vem sempre com os chavões que o partido ensina com as comparações com os macacos e pinguins e o resto da parafrenália monga das regressão das espécies.

    Fora isso só sabe desviar para a caricatura da procriação das espécies sem erotismo e não sei que mais.

    V. tinha apenas de responder ao Timshel- porque é que o erotismo é sagrado.
    Porque é que o amor com a "animalidade exultante" é que é sagrado.

    Em quê? Que mais tem em relação à capacidade de não existir para dar lugar a um amor não carnal de gigantesca protecção e entrega?

     
  • At 22 de maio de 2010 às 18:42, Blogger BLUESMILE said…

    a)"Veio para aqui querer fazer valer a ideia que o problema da pedofilia se prende com a castidade dos padres."
    Como?

    b)"De resto vem sempre com os chavões que o partido ensina"
    ????????????

    Como?

    Nazzie:
    Tente ler o que os outros realmente escrevem e não reduza tudo à interpretação delirante eautoreferencial dos seus processos mentais distorcidos.
    Se de todo não o conseguir procure ajuda: há medicação eficaz para esses delírios paranóides.

     
  • At 22 de maio de 2010 às 19:19, Blogger zazie said…

    Nazi é v.

    E burra porque nem consegue sustentar o que escreve ou responder ao Timshel.

    Porque é que "não há nada tão sagrado quanto a animalidade do amor"

    Responda a isto que afirmou e continue a banalizar o nazismo que só lhe fica bem.

    Quer que lhe chame comunista ou isso é um piropo?

    E fascista?

    Quais são as palavras do léxico da segregação que mais gosta?


    Eu cá chamo-lhe monga e é quanto me basta.

    E sim, a finalidade desta treta é justificar a necessidade de chamar doença ou perversão à castidade.

    E sim- se não equivalerem a ideia de amor a sexo e a considerarem cópia do amor divino, ficam apenas com uso do corpo e erotismo que não é base de família.

    E sim- em chamando divina à atracção sexual e estendendo a ideia de eros a tudo- à Freud (que depois deitam fora para o resto que não interessa à terraplenagem das causas de género) tinham de legitimar a sacralidade do amor erótico incestuoso e pedófilo.

    E a promiscuidade seria o melhor exemplo dessa sacralidade inseparável entre eros e agapê.

    E mais- v. é ignorante e nem Platão alguma vez leu.

     
  • At 22 de maio de 2010 às 19:25, Blogger zazie said…

    Por que é que para Platão Amor é falta (é Ideia) e se opõe à Paixão?

     
  • At 22 de maio de 2010 às 19:28, Blogger zazie said…

    Aposto que vai responder a isto com o receituário farmacológico que lhe receitaram.

    ehehe

    Não dá para mais, Quando se sente encurralada na própria ignorância vem com as "paranóias" e os remédios que lá lhe devem ter receitado e fingir que é médica e não louca por ter vestido a bata branca primeiro.

    ":O))))

    Os psicos já são cá um caso que faz favor, mas as psic@s ainda dão resultado mais caricato.

    Pior que isto só quando se lembram da bruxaria para a economia.

     
  • At 22 de maio de 2010 às 19:37, Blogger zazie said…

    O matrimónio não é abençoado pela sacralidade do sexo ou da líbido mas por ser base de família.

    E, para seu azar, daqui não decorre a monguice que apregoa- que para a Religião Católica e para a Igreja, o sexo seja pecado, como afirmou no Portugal Contemporâneo.

    Mas pode decorrer que o erotismo e a líbido não se equivalem a matrimónio.

    E que, portanto, nem sequer o amor que possa existir (em doses a par do sexo) implique a atribuição de uma sacralidade a alguma união que por essa via decorra.

    O Platão explicava isto por via da não realização da dita "paixão carnal".

     
  • At 23 de maio de 2010 às 17:03, Blogger BLUESMILE said…

    "O matrimónio não é abençoado pela sacralidade do sexo ou da líbido mas por ser base de família."

    SE ser a base da família consiste na reprodução biológica entre macho e fêmea, resultante do coito, o matrimónio/ casamento não é necessário. Em todas as espécies animais existem famílias sem que e seja necessário o matrimónio.

    Parece-me que a nazzie confunde casamento com acasalamento e sexualidade humana ( eros e agape) com coito puro e duro.


    "pode decorrer que o erotismo e a líbido não se equivalem a matrimónio."
    Não se equivalem não e ainda bem. Pois até o papa tem libido e erotismo, ou seja, todos somos seres sexuados até a mais casta monja.

    Mas não há matrimónio sem libido ou erotismo. Pelo menos o matrimónio católico, que, nessas circunstâncias é juridicamente nulo, ou seja, inexistente face ao Direito Canónico.

     
  • At 23 de maio de 2010 às 19:44, Blogger zazie said…

    tu és muito estúpida.

    Tão estúpida que nem dá para dizer nada.

    Nazi és tu.

    A questão que eu equacionei está aqui para alguém que não seja retardado mental lhe responder.

    Tu só tens de sustentar a imbecilidade que disseste.

    Não tens de deturpar o que os outros dizem.

    Ora tenta lá a ver se és capaz de compreender a questão.

    1- Como é que podes afirmar- como afirmaste no Portugal Contemporâneo, que para a Igreja, sexo é pecado, se o mandamento é crescei e multiplicai-vos.

    2- Como é que és tão burra que trocas a ordem dos factores e, à afirmação que a sacralidade do matrimónio se liga a base da família, protagonizada pelo casal- o homem e a mulher (Adão e Eva da criação divina) a base a partir do qual se contam as gerações e se estipulam as relações de parentesco- implica ausência de erotismo.

    Tenta lá, minha besta. Tenta lá esfregar nas trombas esta estupidez que disseste.

    3- E tenta lá provar que a base da família e da sacralidade da união dos esponsais pode ser feita sem este par- um homem e uma mulher- unidos na célula da união que tal permite.

    ---------

    Como tens sempre a mania de sacar da lei, minha retardada mental- responde lá que raio de antecipação de ditame pode existir antes desse par saber se pode ou não pode ser fértil e em que é que isso invalida que a união sexual é entre sexos que a permitem e não para fazer a tal coisa que tu disseste que nada tem a ver com isso e que é sagrada e que até os bonobos fazem- a brincadeira erótica.

    Imagina a monguice divina se tivesse dito que ia sacralizar os bonobos por saberem fazer brincadeiras eróticas e por isso também era obrigado a fazer casais que procriam sem prazer e homossexuais que não procriam mas fazem a brincadeira sagrada.

    Foi literalmente esta monguice que escreveste.

    Devias ter vergonha de seres tão imbecil e ainda insistires em mostrar esse défice publicamente

     
  • At 23 de maio de 2010 às 19:50, Blogger zazie said…

    ò imbecil, isto até o Corão diz. Não há religião nem base social desde que o mundo é mundo que não diga que o erostismo existe e propicia a continuação da espécie.

    E depois valorizam-no de diferentes formas.

    Mas, o que nunca sociedade nem religião alguma poderia dizer é que esses factores se excluem em havendo reprodução.

    Porque a tua monguice o que não atinge é que os filhos nascem de um acto sexual e não são cagados.

    Mas nunca se sabe. Na volta falas por ti.

    E lá sacralizas as fezes e mais tudo que nunca poderia ser relação sexual de onde nascesse gente.

     
  • At 23 de maio de 2010 às 19:54, Blogger zazie said…

    Mas a tipa é estúpida que nem uma porta.

    Uma coisa em último grau. Nunca vi uma imbecil a este ponto.

    É demais.

    Vai mas é à feira da Golegã, quanto antes e compra um cérebro que é capaz de sair menos anormalidade.

     
  • At 23 de maio de 2010 às 19:56, Blogger zazie said…

    Mas bastava sacar lá das coisas que dizes que és.

    Dizes que és católica, não é, ó monga.

    Então explica lá porque é que o casamento é um sacramento em vez das brincadeiras sagradas que até os bonobos fazem.

    Cá para mim tu ainda vais chagar o Papa por não ter sacramento para bonobos por ser nazi e homofóbico.

     
  • At 23 de maio de 2010 às 19:59, Blogger zazie said…

    E sim, casamento, matrimónio, esponsais, união entre um homem e uma mulher como marido e mulher é o mesmo.

    E nada disto é brincadeira de bonobos que garantes ser sagrada por ter a tal "animalidade exultante".

    És muitaaa estúpida!

     
  • At 23 de maio de 2010 às 20:04, Blogger zazie said…

    O jardim do Eden contado por estas mongas que ainda querem ir para vigárias da porcalhota havia de ser uma coisa linda.

    Deus lá criava o Adão e a Eva e depois vinha a serpente e chateava-o para criar os bonobos à sua imagem e semelhança e mandar a Eva coser meias para o convento que afinal toda a Criação foi feita para bonobos e pinguins gay.

    Na volta foi aí que o Jarry se inspirou para o nonsense do ahah

     
  • At 23 de maio de 2010 às 20:05, Blogger zazie said…

    Já devia ter pensado nisto. Os bonobos são a quântica sagrada que é e não é.

     
  • At 23 de maio de 2010 às 20:36, Blogger zazie said…

    Os bonobos... esta imbecil explica a sacralidade e a família com os bonobos.

    Só de pensar que estas coisas ainda são profs até mete medo.

     
  • At 23 de maio de 2010 às 21:56, Blogger zazie said…

    ehehehe

    Basta fazer-se uma pesquisa no Google escrevendo BLUESMILE BONOBOS é um ver se te avias.

    É só bonobo, a maluca.

    E sempre com a mesma cantiga- que até os bonobos sabem que a sexualidade serve para muito mais

    ahahahahahaha
    Que anedota.

    ":O)))))))

     
  • At 23 de maio de 2010 às 22:01, Blogger zazie said…

    E acrescenta-se HOMOSSEXUAIS a BLUESMILE + BONOBOS

    e só aparece a mesma prédica da maluca.

    jajajajajajajaj

     
  • At 23 de maio de 2010 às 22:02, Blogger zazie said…

    E no terceiro comentário do BONOBO/Rangel até a tratam novamente por gajo e ela não desmente.

    ahahahahah

     
  • At 23 de maio de 2010 às 22:06, Blogger zazie said…

    Cá para mim é uma bonob@ sapatona a fazer lobby pelo reino da macacada.



    ":O))))))

     
  • At 23 de maio de 2010 às 23:42, Blogger BLUESMILE said…

    A) "Porque a tua monguice o que não atinge é que os filhos nascem de um acto sexual e não são cagados."

    Nem todos, mas algumas anormais nunca ouviram falar de PMA.
    De qualquer modo mantèm-se o tique: a nazzie confunde casamento com acasalamento ( coito),
    Ora para ter um acto sexual que origine um filho o casamento não é precisos - nem sequer o amor.

    b)"tudo é sexo- Deus fode-nos e ditou o principal mandamento- fodei-vos uns aos outros."

    Eis a versão nazziana do "crescei e multiplicai-vos". É a versão católica do porno chic.

    C) "à afirmação que a sacralidade do matrimónio se liga a base da família, protagonizada pelo casal- o homem e a mulher (Adão e Eva da criação divina) . "
    Criacionismo portanto, mais uma delícia. Já agora falta dizer que Deus, neste matrimónio primevo, odenou a sacralidade do incesto como base do matrimónio)
    (eva e adão com os seus filhos e os filhinhos destes entre si, uma alegria orgástica igualzinha à dos delírios da nazzie). Ri-me bastante com este argumentário troglodita.

    d)"responde lá que raio de antecipação de ditame pode existir antes desse par saber se pode ou não pode ser fértil "
    Bem um testezinho de fertilidade pode tornar-se obrigatório e ser condição de validade de qualquer casamento ( isto partindo do princípio que instituição só se aplica a quem se vai reproduzir como coelhos) . Na mesma linha, devemos sempre proibir o casamento de mulheres com mais de 50 anos.


    e) "a união sexual é ( só) entre sexos que a permitem e "

    Claro que sim, sua ignorante - sexo masculino e e feminino, o que permite uma grande variedade de "união sexual " A união pode ser macho/fêmea, macho/macho e fêmea/fêmea. E há até espécies que são hermafroditas e outras em que os sujeitos mudam de sexo consoante as condições do meio. Isto é o que se passa na "natureza". Digamos que o Criador é bastante criativo nestas coisas de "união sexual"...

    Mas a nazzie é bem mais erótica que deus himself , e até faz pesquisas no google sobre a vida sexual dos bonobos... Enfim, são as fantasias dela...

     
  • At 23 de maio de 2010 às 23:54, Blogger zazie said…

    Vai bater punhetas a grilos que isso nem tem resposta.

    mongolóide de treta.

    Ao fim de 40 comentários ainda não respondeu à unica questão que lhe foi colocada:

    Porque é que não há nada de tão sagrado quanto a animmalidade do amor?

    Porquê, ó bonoba?

     
  • At 23 de maio de 2010 às 23:56, Blogger zazie said…

    Mas criacionismo onde, mongolóide.

    A gaja ultrapassa tudo.

    ò monga- tu nasceste de um homem e de uma mulher e isso é criacionismo, retardada mental?

    Crescei e multiplicai-vos é criacionismo, retardada mental?

     
  • At 23 de maio de 2010 às 23:58, Blogger zazie said…

    Esta gaja faz-me fornicoques por ser mongolóide e ainda vir para aqui com a merda dos insultos a chamar-me nazi.

    Puta que pariu esta besta.

    Puta que pariu a macaca de merda que havia de aparecer aqui a chagar os cornos e só com imbecilidades.

    Só imbecilidades que a besta diz.

     
  • At 24 de maio de 2010 às 00:03, Blogger zazie said…

    Mas isto dá para ver como o fanatismo das causas pode chegar ao ponto de uma mongolóide precisar destas tretas todas para negar que as pessoas nascem de um homem e de uma mulher.

    Apenas para isto. E para negar que não é o erotismo que é um sacramento.

    Vivem para negar o mundo e chegam ao ponto de negarem a realidade para fazer passar a trampa da ditadura da anormalidade do mundo às avessas.

    Para esta puta tudo é possível.

    A única coisa que a puta insulta e nega batendo com os cornos na parede é que o matrimónio possa ser a relação que permite a continuação da vida.

    A gaja até saca de PMAs e do reino da bicharada para negar que não precisou de pai nem mãe para existir.

    A cadela lá saberá com o que tem afinidade.

    Cagada na clínica dos Arcos é que hás-de ter sido- um abortício de bonobo.

     
  • At 24 de maio de 2010 às 00:05, Blogger zazie said…

    E nem venho cá ler mais nada que estas merdas provocam-me alergia.

    Phónix! carago, que me mete nojo a trampa às avessas.

     
  • At 24 de maio de 2010 às 00:07, Blogger zazie said…

    Este comentário foi removido pelo autor.

     
  • At 24 de maio de 2010 às 00:12, Blogger zazie said…

    É pá.

    Dizia o Tim no outro dia que o fanatismo vem da intolerância por se ser incapaz de pensar algo contrário ao que se defende.

    Eu acho que pode haver intolerância salutar por asco.

    E a isto chama-se higiene.

    Esta puta causa-me asco. Precisamente por nada haver a dizer nem a dialogar.

    E começa sempre num crescendo onde a gaja não consegue sustentar o que diz e passa ao insulto e à monguice cada vez maior.

    Para estas coisas, em escala maior e real- só existe o tratamento Obelix-

    Uma murraça do alto, pela cabeça abaixo, até neutralizar.

    Só isto.

    Cala-te!

     
  • At 24 de maio de 2010 às 00:20, Blogger zazie said…

    Eu até me assusto de alguma vez na vida poder ver um monstro destes ao vivo.

    Palavra. Se não fosse esta trampa do mundo virtual e dos jornais nem sabia que estes freaks existiam.

    E é bom nem pensar muito porque uma merda destas pela frente era coisa para a qual nem sei a resposta.

    Nem sei. Nem quero por perto putedo partidário que é coisa nojenta.

    Mas putedo fanático deste género, nem sei. Nem sei- acho que era capaz de começar a sentir alguma simpatia pelos psicopatas.

     
  • At 24 de maio de 2010 às 00:21, Blogger BLUESMILE said…

    Pobre nazzie.

     
  • At 24 de maio de 2010 às 00:30, Blogger zazie said…

    Eu sei que não sou lá sempre muito cool e que também me passo.

    Mas há coisas que me ultrapassam.

    Que interesse pode existir em alguém que não consegue explicar uma ideia que formulou, tentar vencer o outro fugindo à questão pela desconversa?

    Que interesse?

    É teórico? Não pode ser. Eu já tive vários debates com quem defende coisas aproximadas- caso do Vitor Mácula mas ambos tentam pensar as ideias que formulam ou que vão refutando.

    E vai-se aprofundando teoricamente as questões.

    Até onde se consegue. E pode dar-se o caso de se ficar sem resposta.

    Já me aconteceu num debate com o Corcunda e com o Modernista, por questões que andam perto- se forem bem formuladas- e que apenas dizem respeito ao que há de sui-generis num ligação amorosa.

    Mas, para isto, tem de saber pensar e socorrer de teoria. E nunca o inverso- com monguice e sacanice de truque demagógico, só para marcar pontos.

    Esta gaja sabe que não tem resposta para algo que afirma e que nunca pensou.

    E, em vez de aproveitar a pergunta do Tim para pensar a questão- faz o inverso- fecha-se a pensá-la pelo ataque cego e estúpido.

    Isto é fanatismo. Não tem outro nome.

     
  • At 24 de maio de 2010 às 00:32, Blogger zazie said…

    E é fanatismo de mulherzinha dona-de-casa, bimba e rasca até dizer chega.

    Fanatismo de sopeira de sala de profs engajada em lobbies de cu.

     
  • At 24 de maio de 2010 às 00:40, Blogger zazie said…

    Olha, imbecil- a inteligência não é sagrada mas pode ser estimulante se for bem usada.

    Agora a estupidez viciosa é que é melhor de ser do género de boca calada e no máximo uns "poemitas" e falar do tempo que está".

    Não cacarejes porque quando abres a boca é só para cacarejar como as galinhas.

    Não te julgues capaz de algo a que tens pavor- pensar.

    Tu só sabes é fazer truques de demagogia como os políticos.

    Só por quotas é que te davam tacho.

     
  • At 24 de maio de 2010 às 13:27, Blogger BLUESMILE said…

    Muito triste.

     
  • At 24 de maio de 2010 às 13:34, Blogger BLUESMILE said…

    Parece-me que este não é um caso de mera simpatia com os psicopatas - dever ser mais um processo de identificação ou um súbito rasgo de insight.

     
  • At 24 de maio de 2010 às 13:39, Blogger zazie said…

    Está aqui para que vejam e outros para que esfreguem nas ventas para o que andaram a contribuir.

    E esta cadela faz parte do gang

    http://blasfemias.net/2010/05/24/isto-nao-e-um-arraial/

     
  • At 24 de maio de 2010 às 14:08, Blogger zazie said…

    Já tinha enviado, mas vai de novo.

    Está aqui a consequência da "ordenação jurídica do território".

    E esta cadela faz parte do gang monstruoso que a fez figura de lei.

    http://blasfemias.net/2010/05/24/isto-nao-e-um-arraial/

     
  • At 24 de maio de 2010 às 14:11, Blogger zazie said…

    Bem podem os católicos que caíram na esparrela esfregar isto na focinheira.

    E não digam que eu não andava há anos a avisar.

    Foram centenas de comentários e links que larguei a desmontar a porcaria.

    Até aqui teve como resultado a estupidez da pequena pega com o Vitor Mácula.

    Mas sempre foi por este motivo que eu nunca me calei.

    É um nojo. Alguém vai ficar com o peso na consciência por ter sido poltrão e dar carta branca a uma merda que vai cair em cima de crianças.

     
  • At 24 de maio de 2010 às 14:20, Blogger zazie said…

    Mas os truques e a chatagem emocional destes animais é sempre o mesmo.

    Sempre a perseguirem com palavras de infâmia quem é sensato.

    E sempre com as patranhas da igualdade e até da boa da adopção para os coitadinhos.

    E isto para esconder o artigo de lei que transforma em direito uma PMA a duas gajas saudáveis para fazerem um órfão e uma barriga de alguer a dois maricas que a comprem- porque a legislação das barrigas de aluguer também vai ser alterada.

    É isto que os lobbies LGBT fazem.
    E fazem-no sendo poder com grandes financiamentos, alguns deles com estranhas afinidades políticas.

    E precisam sempre de tomar o aparelho de Estado e deitar abaixo aquela coisa que passou a ser sinónimo de infâmia- as tradições da Nação, os valores da Pátria.

     
  • At 24 de maio de 2010 às 14:22, Blogger zazie said…

    E só de pensar que ainda há grupos de crentinhos católicos que militam por este nojo...

    Nem sei. Esses ainda me parecem mais falsos e mais perniciosos.

    A pontapé de Portugal para fora. Todos. é a única resposta.

     
  • At 24 de maio de 2010 às 14:25, Blogger zazie said…

    E é exclusivamente por esta razão que, calhou desta cadela ler o post do CBS e vir aqui largar aquelas palavras que pareceram herméticas.

    Que desconfia sempre de quem fala em amor sem a tal animalidade exultante e que esta é que é sagrada.

    Era por isto que a transgender bolçou.

     
  • At 24 de maio de 2010 às 14:27, Blogger zazie said…

    E chamam nazi a quem os enfrenta por defender as crianças.

    Nazi é o que esta trampa já precisa de chamar a quem lhes faz frente e lhes desmonta o nazismo de castas que andam a criar.

     
  • At 24 de maio de 2010 às 15:32, Blogger zazie said…

    A figura de estilo da "compreensão pelo psicopata" entra aqui.

    O psicopata é um louco inimputável.

    Está do outro lado.

    O fanático vicioso por estupidez pode cometer acções que se cruzam com as do psicopata que não controla a racionalidade.

    A diferença é que os actos dos fanáticos com Poder, armas e lei, conseguem ser sempre mais nocivos.

    E não os internam antes.

     
  • At 24 de maio de 2010 às 15:35, Blogger zazie said…

    A Bíblia tem um nome para isto.

    É o grande fingidor. Aquele que se disfarça de Cristo e é a Besta do Anti-Cristo que consegue enganar todos.

    Eu não creio que acredite no tal Anti-Cristo e tenho até grande pó aos milenarismos.

    Mas que o Diabo existe, existe. E isto só pode ser obra dele.

     
  • At 24 de maio de 2010 às 19:27, Blogger António José Monteiro said…

    Este comentário foi removido pelo autor.

     
  • At 24 de maio de 2010 às 19:29, Blogger BLUESMILE said…

    Nota forense estritamente técnica.
    Um psicopata é, em regra, sempre imputável ( embora possa ter imputabilidade diminuída).

    O grande problema é que não existe tratamento médico para os psicopatas. Para eles, vigora plenamente o Direito Penal.

     
  • At 24 de maio de 2010 às 19:50, Blogger BLUESMILE said…

    Quanto á histeria a propósito de casais de lésbicad poderem aceder a técnicas de PMA, convém saber que a legislação portuguesa não o permite.
    O nº 2 do artigo 4º da LPMA, refere que "a utilização de técnicas de PMA só pode verificar-se mediante diagnóstico de infertilidade ou ainda, sendo caso disso, pelo tratamento de doença grave ou do risco de transmissão de doenças de origem genética, infecciosa ou outras".
    Nada disto se aplica amulheres saudáveis e férteis, ainda que casadas.
    Além disso, diz expressamente o nº1 do mesmo artigo que "—As técnicas de PMA são um método subsidiário,
    e não alternativo, de procriação.

    Isto é válido para qualquer cssal, homo ou heterossexual.
    Mas é claro que qualquer lésbica saudável pode engravidar sem recorrer a técnicas sofisticadas. A inseminação caseira é eficaz - basta ter um amigo dador.

    b) Quanto ás "barrigas de aluguer", estão expressamente proibidas na legislação portuguesa Claro que tal questão não se coloca NUNCA para um casal de homossexuais.
    As barrigas de aluguer só se colocam para os casais heterossexuais .

    Enfim, este ppl excita-se muito sem conhecer a lei nem princípios básicos de biologia.

     
  • At 24 de maio de 2010 às 20:14, Blogger zazie said…

    ò imbecil- tu queres que te esfregue nas ventas que esse é o ponto chave desde o início da reclamação dos lobbies LGBT?

    Queres?

    E queres que te esfregue de novo nas ventas que a legislação das barrigas de aluguer está na calha ser alterada por força dos mesmos?

    Acaso não é isto que já existe lá fora, onde também começaram com a patranha que era só para impedir discrimiações e fazer caridade com criancinhas abandonadas?

    Porque é que só 4 países da Europa legislaram a mesma figura jurídica que considera casal igual senso homem e mulher ou 2 do mesmo género?

    Para que andaram v.s todos com a rábula da fita a dizer que os hetero tinham medo de palavras e até aqueles mongolóides dos fedorentos fizeram rábulas com isso?

    Isto são palavras ou figuras jurídicas que, como tu respondeste ao Vitor Mácula, é para comer e calar porque se trata do "ordenamento jurídico do território"?

    É pá. Eu até acredito que tu sejas estúpida e nem tenhas notado que andaste a ser engrominada à custa da propaganda da "igualdade" e da caridade com a treta da "adopção".

    Agora a mim é que não me atiras areia para os olhos, porque sempre foi isto que topei há muitos anos.

    E foi até um desabafo do Vale de Almeida no dia da aprovação da lei na Assembleia que o confirmou.

    Ele disse logo que faltava o resto- a paridade absoluta com o casal hetero- o que permite tudo o resto- as PMAs que são a exigência nº 1 da ILGA internacional e a adopção, que já tinha sido vendida como se os homo só quisessem filhos de segunda.

    E isto entra muito dinheiro. É lobbie poderosíssimo.

    E já tinha deixado aí link com a agência internacional de venda de bebés a pessoas sós.

    Até há blogue online e é impressionante ler-se aquilo com o valor de mercado que investem em gravidezes ou em bebés já nascidos e importados, se for preciso.

    E como até entre essas frustradas já havia queixas que os gays e fufas da noite conseguiam passar `à frente.

    Pudera! já impingiram os tais "crimes de ódio" para puderem passar à frente.

    V.s todos andam a contribuir para coisas criminosas.

    E são capazes disso por via do fanatismo do vício da estupidez.

    Tu própria argumentaste logo no debate com o Vitor que "se até já há heteros a fazer, que altera passar a haver homos"?

    E disseste logo que até havia pior, autêntico tráfico internacional de crianças até por quem as pode gerar.

    E chamaste a isso nomes feios.

    Mas depois, a v. lógica é esta- uma coisa má feita por heteros, passa a boa sendo uma inevitabilidade da família alternativa que é "boa".

    É aqui que entra o efeito do fanatismo da estupidez.

     
  • At 24 de maio de 2010 às 20:18, Blogger zazie said…

    V.s sabe-se lá porque carga de água, beatficaram a homossexualidade.

    É isto- um homo é um anjo puro e o resto é que impede o paraíso terrestre destes entes feitos de qualquer natureza diferente do que a humana.

    E os políticos dos lobbies são os salvadores, porque têm mil técnicas de marketing para criar a necessidade e os nichos de mercado, antes de haver homos a lembrarem-se de mais uma anromalidade.

    E isto para partilha de poder e por entrar aqui muito alimento, muita carreira, muita vidinha a sustentar e muito capricho endemoninhado e jacobino das taras das minorias.

    Precisam desta bandeira. Sem esta a igualdade é aquela onde comem todos- a corrupção burguesa dos falos socialismos, a treta da mentira dos falsos comunistas, os heróis corruptos que metem no Poder, o famigerado capitalismo liberal que vos alimenta os euzinhos caprichosos que negam o Bem Colectivo e vivem sempre para destruir toda a Ordem e tradição.

     
  • At 24 de maio de 2010 às 20:30, Blogger zazie said…

    Aliás, fica aqui a resposta para o Vitor Mácula.

    Na véspera de sair também ainda me voltou a fazer a mesmíssima pergunta à qual eu estava farta de responder, mostrando links, mostrando textos reivindicativos das ONGs e mostrando casos práticos e comércio à Admirável Mundo Novo, lá fora.

    Se tiver pachorra vou buscar o link do comentário do Vitor em que ainda sei de cor a pergunta disparatada de quem parece que nem vive na terra:

    Perguntava ele, em tom ingénuo- que raio de treta tinham as PMAs a ver com o casamento homossexual.

    Assim mesmo. Nunca tinha pensado que era para isso. Nunca se deu ao trabalho de seguir um link meu onde o provava.

    E o resto idem. Vivem de poesia e isto é política, feia e dura.

    E é ditadura de lei- como sempre, porque sem lei tinham a sociedade para confronto.

    E o resto nem vale a pena. Até o Vitor que é uma pessoa que muito admiro é capaz de mitificar tretas e depois dizer que dois homens a fazerem de pai e mãe não tem azar nenhum porque a psicanálise é mentira, a formação biológica, psicológica, cultural e social do ser humano prescinde dissi- pois chamar mãe a um barbudo sempre foi natural e pai com mamas é o que sempre houve entre os primitivos e que isto é bom porque é anti-patriarcal.

    É isto. E o Vitor que me desculpe por não estar aqui mas é coisa que sou capaz de lhe repetir frente a frente, ao vivo, se for preciso.

    Eu nunca entenderei esta capacidade das pessoas se auto-enganarem e ainda dizerem que são combates pelos mais fracos.

    Porque, como também eu sempre disse- os mais fracos nesta merda são as crianças que vão ser usadas para experiências de engenharias sociaos- as eternas utopias de sempre e os que as fazem e as vendem, adulterando da forma mais infame o sentido de se fazer e gerar um filho.

     
  • At 24 de maio de 2010 às 21:07, Blogger zazie said…

    E olha, este teu paleio dengoso que até já trai os grupos que apoia sabes a que soa?

    A xuxa encornada.

    Literalmente isso. Encornada por acreditares nas patranhas do partido.

    E tinhas obrigação de saber quem no Partido faz a ligação entre os lobbies das ONGs e a lei.

    São as comissões de trabalhos especiais da Assembleia.

    Quem faz parte delas e tem legislado tudo é aquela mesmíssima pascácia que teve o desplante de dizer frente às câmaras de televisão que dava a palavra de honra dela em como o aconselhamento psicológico ia ser obrigatório para o aborto.

    E foi com esta mentira que até os curas xuxas de passeata o venderam e aqui no blogue dois palermas o compraram.

    Chama-se Ana Catarina Mendes e é a mulher do Paulo Pedroso.

    Imagina como uma imbecil destas consegue ter a lei de um país na mão.

    E devias saber porque tu é que contas que tens conversas com deputados, não sou eu, que cuspo nisso.

     
  • At 24 de maio de 2010 às 21:42, Blogger BLUESMILE said…

    1) " a legislação das barrigas de aluguer está na calha ser alterada por força dos mesmos?"

    Ó atrasadinha mental a questão dos "ùteros de aluguer" só se coloca para casais heterossexuais.
    A ignorância crassa sobre biologia da reprodução é espantosa.
    E repito, é uma técnica específica PROIBIDA PELA LEGISLAÇÃO PORTUGUESA.

    ( Se um homem fértil seja ele homossexual ou não, quiser emprenhar uma mulher pode fazê-lo sem problemas, sem recurso a PMA.

    SEmpre existiram pais homossexuais, não é nada de novo na história da humanidade ).

    B)Quanto ao resto - a legislação é claríssima. A PMA é uma técnica médica mais ou menos complexa, um procedimento terapêutico destinado a tratar a infertilidade.
    Em Portugal há centenas de milhar de casais com problemas graves de infertilidade - esses sim e só esses podem ter acesso a tratamentos específicos e técnicas de PMA.
    E foi para esses que o enquadramento legal foi previsto.

    Ê cada atrasada mental...

     
  • At 24 de maio de 2010 às 21:48, Blogger zazie said…

    E olha, ó retardada mental da inseminação sagrada às colherzinhas para as fufas que têm nojo em que entre órgão masculino sem ser de plástico:

    Foi assim, com o amigo bombeiro que fez o frete que as outras depois se separaram e lhe atiraram para o colo o bebé porque ele é que o tinha gerado.

    E como estas existem dezenas e dezenas de histórias já que a média de separação entre fufas é quase o triplo das pessoas normais.

    E isto é lindo. Isto é que é sagrado.

    Fazer-se filhos de nariz tapado por ser ter nojo do pai.

    E depois as criancinhas vão passar a chamar pai a uma gaja e é assim que biologicamente e psicologicamente se criam gerações novas e saudáveis, graças a esta família alternativa.

    E olha, ó puta- que fazes da exploração do homem pelo homem e do mercantilismo de tudo, e onde fica o amor entre duas pessoas que geram um filho?


    Não fica. Porque a natureza não permite aberrações.

    E no jardim do Edem é que a tara criacionista alternativa começa assim- `de forma porca e pornográfica- por tratamento caseiro às colherzinhas.

     
  • At 24 de maio de 2010 às 21:50, Blogger zazie said…

    É a grande conquista da causa de esquerda -fazer órfãos e filhos de pai desconhecido ou de mãe que o vendeu.


    Vão brincar com os caniches, cambada de anormais.

     
  • At 24 de maio de 2010 às 21:57, Blogger zazie said…

    Inseminação caseira com esperma de amigo.


    E depois eu é que sou demente.

    Onde é que já se viu. Máezinhas quem é que me fez:

    Olha querido, foi a colherzinha por onde tomas o chocolate.

    C'um caraças. A gente botou a semente do pai que não podes saber quem é e agora o teu pai tem mamas e é a minha marido.

    E isto foi para bem, para as pessoas poderem todas ter os mesmos direitos.

    Tu agora tens direito a não saber quem é o teu pai e tens direito a chamar pai a uma mulher.

    Graças ao combate dos grandes comunistas e socialistas e outros em quem vais passar a poder votar quando fores mais crescidinho.


    E não te atrevas a queixar-te porque se é a lei que manda e é pecado ser-se homofóbico.

     
  • At 24 de maio de 2010 às 22:03, Blogger BLUESMILE said…

    a)Sobre o negócio da PMA à escala global,com exploração demulheres mais vulneráveis os consumidores são casais heterossexuais.

    http://e-paulopes.blogspot.com/2008/08/tero-de-aluguel-negcio-em-ascenso-na.html
    Claro que há sempre atrsadas mentais que nem fazem ideia do que é um "útero de aluguer".

    b)" a média de separação entre fufas é quase o triplo das pessoas normais."
    ´
    Esta afirmação é completamente aleatória e sem sentido.
    De resto não conheço nenhuma lei que proiba qualquer mulher de engravidar ou parir livremente, seja solteira ou casada, independentemente da sua orientação sexual.

    c)"Fazer-se filhos de nariz tapado por ser ter nojo do pai. "

    Quer-me aparecer que foi assim durante milénios, sob as bençãos do alegrete matrimónio cristão destinado á procriação e sem quelquer conotação de amoroso erotismo entre os conjuges procriadores. Esperem, mas não foi esta atrasada mental que escreveu por aqui há dias que "se algo existe de superior na capacidade humana de juntar instinto com amor é precisamente quando retira o erotismo dessas relações."???
    Enfim a gaja fala da sua experiência pessoal , mas isso não permite que se façam generalizações.

     
  • At 24 de maio de 2010 às 22:19, Blogger BLUESMILE said…

    "close your eyes and think of England" ....

     
  • At 24 de maio de 2010 às 22:23, Blogger zazie said…

    fala de què minha puta?

    Fala de que experiência pessoal grande vaca.

    Ora manda aí um mail e vais dizer-me isso cara a cara.

    Força, cadela de merda que já me estou a passar.

    Eu rebento-te essas trombas tarada de merda que devias desaparecer desaparecer de vez.

    Puta de cabra de merda que nem vergonha na tromba tem.

    Puta de merda que ainda é professora.

    Estou-te cá com uma raiva que bastava dizeres onde dás aulas que te escavaca toda.

    Puta de vaca merdosa estúpida, fanática, mal intencionada, mongolóide e demagoga de trampa.

    Cala-te! cala-te ou aparece-me à frente que te tiro o vício.

    Esta puta ainda vai buscar tudo o que poderia ser mau no catolicismo e nem sequer era assim, para insistir em que a grande conquista é copiar isso e fazer pior.

    ò minha retardada mental, eu é que não tenho culpa de tu seres uma doente mental.

    Porque se não és fufa mal assunida, tens de ser momgolóide mal fodida e frustrada em último grau.

    Isto apenas para te responder no mesmo tom de apalpa bossas.

    Eu aqui- desde sempre- e exlcusivamente por isso- defendo as crianças e os mais fracos.

    Se queres que te dê razão então, eu tinha de conseguir ser cínica e dizer que assim era higiene- lá não se estragavam duas casas.

    Ficava-se pelos guethos que estão a criar e o azar apenas dizia respeito aos filhos deles e ao chungaria que os vendesse.

    É isto-´ é esta a única alternativa para quem queira fechar os olhos a esta merda que v.s chamam conquista.

    Igualzinha áqueles que também se fazem de bué de liberais e dizem que se estão nas tintas para os drogados porque assim sempre morrem e limpam a sociedade sem precisar de se gastar em prisões.

    É isto- a vossa anormalidade pede ou exige esta resposta a quem não for doente mental.

    Tu és doente mental e fanática em último grau e isso só a murro na cabeça para neutralizar.

    isso só com camisa de forças. Tu és uma vaca louca.

    Uma endemoninhada.

     
  • At 24 de maio de 2010 às 22:27, Blogger zazie said…

    C'mon punk, make my day!

    Ora diz lá onde amanhá e a que horas que vais repetir-me isso tudo ao vivo.

    Força aí. Se tens tanta segurança na trampa que dizes e no que já estás a querer levar para vida pessoal que desconheces- diz-me isso cara a cara.

    Só existe ofensa pessoal frente a frente.

    Tu não me conheces de parte alguma para dizer que eu fiz algum filho desse modo nojento e sem amor.

    Mas eu parto-te os dentes e os dedos para sempre se me disseres isto frente a frente.

    Tiro-te o vício. Tiro-te para sempre, grande vaca.

     
  • At 24 de maio de 2010 às 22:31, Blogger zazie said…

    O teu azar é nunca teres apanhado com uma zazie na vida.

    Juro-te que te tinha tirado a tara em segundos.

    Acredita. Acredita porque tiro-ta já em repetindo à minha frente o que escreveste aí como se tivesses algum direito de inventar uma vida privada de alguém que desconheces.

    Tu nasceste para trica de ressabiada. Hás-de ser feia como o caralho. Mas és puta e maldosa e não tens escrúpulos e nada trava esse fanatismo.

    Uma vaca que se diz mulher e pessoa de bem precisa de defender a bondade de fazer filhos órfãos, ás colherzinnhas?


    Com esperma de amigo porque coitada da mulher quer ter filhos a dois com outra mas tem nojo de homens?

    Alguém minimamente decente e normal pode dizer isto, depois de ter andado aqui a dizer que desconfiava de outras pessoas que não têm a tal animalidade sagrada?

    Esta gaja é uma bonoba travesti.

    Uma macaca de jardim zoológico.

     
  • At 24 de maio de 2010 às 22:33, Blogger zazie said…

    Vou desligar esta merda que ainda me dá cá a veneta e apareço à frente da puta e lhe rebento a boca.

     
  • At 24 de maio de 2010 às 22:52, Blogger zazie said…

    A prova em como esta gaja é demagoga e estúpida em último grau está em tudo o que escreveu.

    Uma pessoa começa a responder a uma interpelação do Tim e vem a gaja e em vez de fazer o mesmo- de responder começa à cata de pintelhices. Sempre de pintelhices- que não eram as amibas que tinham instinto e outros merdas menores que nada tinham a ver com a ideia em causa.

    Sempre assim, sempre a trocar as alíneas e as ideias por pintelhices e sem munca precisar de sustentar a afirmação dela que levou à interpelação do CBS e do Tim.

    E agora até chega ao extremo da putice merdosa de pegar numa frase que eu disse para justificar a existência de instinto sem desejo sexual e sua superioridade para protecção de filhos ou de irmãos e usa-a como se eu tivesse dito que assim é que se devem fazer filhos.

    Aqui- a puta pegou nesta merda para inverter tudo:

    «"se algo existe de superior na capacidade humana de juntar instinto com amor é precisamente quando retira o erotismo dessas relações."???»

    A puta é invertida mentalmente e é daqueles casos em que se tivesse homem que lhe desse umas fortes lambadas só se perdiam as que caíssem no chão.

    Sim, puta- eu sou mãe e, ao contrário de ti e do que afirmaste, não sou tarada para dizer que tenho erotismo e desejo sexual por prole.

    Isso é patologia incestuosa.

    Ninguém normal precisa sequer de sublimar algum desejo porque o instinto e a civilidade se encarregam de o retirar de cena.

    isto são as pessoas normais. As pessoas normais não andam a ter atracções sexuais que não sejam as de par.

    E há quem não tenha nada para espiritualizar com Deus. Ou pelo menos quem sublime para isso.

    Agora por instinto com crias é que nem as macacas.

    Até a natureza se encarrega de retirar sexo enquanto amamentam.

    Mas esta puta chama a isto a minha ideia de matrimónio e a sacralidade de um sacramento.

    Coisa que para mim até é absolutamente secundária porque sou apenas católica simpatizante.

    Agora fazer sagrada a colherzinha do esperma do amigo, é que nunca.-

    Filhos devem nascer por amor entre as únicas pessoas que os podem gerar.

    E quem não pode é que devia ser ostracizado se os quiser tirar a terceiros ou fazer privando de pai ou mãe por mero capricho de doença sexual.

     
  • At 24 de maio de 2010 às 23:04, Blogger zazie said…

    Esta treta nunca devia ter acontecido.

    Há coisas que eu sei que são mentira.

    Esta puta passa a vida com a rábula do feminismo e das mulheres contra os homens e eu sei que isso é mentira.

    Não existe. Nem nas fufas. Só se for para sexo. Não existe nada essa irmandade entre gajas.

    E, por saber isto, evito por todos os meios conversas com mulherio, excepto aqueles casos em que são inteligentes e cultas e nunca haveria galinhice de modo nenhum.

    Aqui na blogosfera mantenho algumas dessas relações que até tiveram prolongamento ao vivo e que vinham da Janela Indiscreta.

    Agora com analfabrutas, nunca.

    Não valia a pena. Nunca devia ter cedido a dar troco a esta vaca que me enojou à primeira.

    Mas a puta enoja-me por ser mais do que uma galinha falsa com tricas de mulherio- por ter tocado nas poucas coisas em que nem há homem que me dê a volta se também as defender.

    E isto não tem interesse para nada- é gasto de energia inutilmente.

     
  • At 24 de maio de 2010 às 23:05, Blogger BLUESMILE said…

    Pobre nazzie.

     
  • At 24 de maio de 2010 às 23:12, Blogger zazie said…

    Desgraçado é de quem tem de aturar uma endemoninhada destas a sério.

    Eu desligo o url do browser e não existes.

    E esta é daquelas que justifica a violência doméstica.

     
  • At 24 de maio de 2010 às 23:47, Blogger BLUESMILE said…

    A incapacidade argumentativa dà nisto.
    A pequena nazzie amofina-se, escorrega-lhe facilmente o pé para o chinelo e mãozita gorducha na anca , ei-la a a vomitar linguagem de beco,
    Tadita - pensa que por repetir arduamente fornicaçóes e caralhadas isso lhe dá uma griffe de intelectualóide pósmoderna. Melhor seria que conseguisse articular um discurso estruturado, uma linha de ideia consistente sem fecalomas ideológicos. A mulher tem convulsões histéricas ao teclado sempre que passo por aqui.
    Síndrome de FPEC é o que é.
    Enfim.
    Desejo as melhoras.

     
Enviar um comentário
<< Home
 
 
Um blogue de protestantes e católicos.
Já escrito
Arquivos
Links
© 2006 your copyright here