segunda-feira, maio 25, 2009
Se eu quiser falar com Deus


Se eu quiser falar com Deus

Se eu quiser falar com Deus
Tenho que ficar a sós
Tenho que apagar a luz
Tenho que calar a voz
Tenho que encontrar a paz
Tenho que folgar os nós
Dos sapatos, da gravata
Dos desejos, dos receios
Tenho que esquecer a data
Tenho que perder a conta
Tenho que ter mãos vazias
Ter a alma e o corpo nus
Se eu quiser falar com Deus
Tenho que aceitar a dor
Tenho que comer o pão
Que o diabo amassou
Tenho que virar um cão
Tenho que lamber o chão
Dos palácios, dos castelos
Suntuosos do meu sonho
Tenho que me ver tristonho
Tenho que me achar medonho
E apesar de um mal tamanho
Alegrar meu coração
Se eu quiser falar com Deus
Tenho que me aventurar
Tenho que subir aos céus
Sem cordas pra segurar
Tenho que dizer adeus
Dar as costas, caminhar
Decidido, pela estrada
Que ao findar vai dar em nada
Nada, nada, nada, nada
Nada, nada, nada, nada
Nada, nada, nada, nada
Do que eu pensava encontrar

Letra e Música de Gilberto Gil; Voz de Elis Regina

selecção de Rui Almeida
posted by @ 5:32 da tarde  
2 Comments:
  • At 26 de maio de 2009 às 17:00, Blogger Vítor Mácula said…

    nada de nada de nada é talvez um dos pólos da dinâmica peregrina; outro é a inscrição da terra prometida no segredo da alma.

    um abraço, Rui

    PS: a voz da Elis rasga qualquer pólo ;)

     
  • At 22 de junho de 2009 às 14:28, Blogger Carol said…

    oi papai do céu...

    eu gostaria de saber quando eu vou morrer?

    e se existe o mundo dos mortos..e que eu gostaria de saber principalmente quando o mundo vai acabar?

    um abraço!
    Carol

     
Enviar um comentário
<< Home
 
 
Um blogue de protestantes e católicos.
Já escrito
Arquivos
Links
© 2006 your copyright here