terça-feira, outubro 30, 2007
Manos, assaltam-me mais dúvidas...
Então, os que não ouviram falar de Jesus, ou a quem Ele não foi devidamente apresentado, não se podem salvar? Ou os que conhecendo-O e desejando ser cristãos, morreram sem culpa própria, antes de poderem receber o Baptismo (ou a Extema Unção no caso católico)?



E se não se salvam, como pode ser isso justo e compatível com a imagem de Deus do Novo Testamento, um Deus Pai e universalmente Bom?
Em que consiste então, na prática, o universal desígnio de salvação de Cristo?
cbs
posted by @ 11:07 da tarde  
10 Comments:
  • At 31 de outubro de 2007 às 01:31, Anonymous Anónimo said…

    Sem tempo para me aprofundar, deixa-me apenas reparar 2 equívocos: 1º - apontar o baptismo como uma espécie de sacramento protestante. Não o é. Ninguém é condenado eternamente por não se ter baptizado, muito menos fica num limbo.
    2º - ter que o Deus do AT é diferente do Deus do NT. Jesus não tinha as coisas nesses modos, porque teremos nós?

     
  • At 31 de outubro de 2007 às 09:55, Blogger mulheres_estejam_caladas said…

    o propósito de Deus é redimir TODA a criação e isso acontecerá. Como não sei, mas TODA a criação será salva e transformada por Deus e para Deus.
    Beguina

     
  • At 31 de outubro de 2007 às 11:01, Blogger cbs said…

    Pois Beguina, mas sem disso duvidar, estou a colocar questões concretas... tentar ajustar esta minha cabeça (e tenho ideias feitas, mas das quais duvido ainda :)

    Anónimo
    aceito as criticas.
    e sim vejo uma diferença na forma como Deus se revela no A.T em relação à forma no N.T.; o mesmo Deus, formas diferentes de revelação, muito mais pessoal em Cristo.

    Em relação ao Baptismo, sei que é um sacramento geral em todo o Crsitianismo, não disse o contrário, apenas acrescentei a Extrema Unção porque penso (e posso estar enganado) que esse sim é apenas do catolicismo.

     
  • At 31 de outubro de 2007 às 12:55, Anonymous Anónimo said…

    Ponto de Ordem!

    Ao ler as Sagradas Escrituras, fico com a impressão que:

    1 - A salvação do Homem é entregue por Deus, não pela Igreja (católica, protestante, ocidental ou oriental).

    2 - Deus não precisa de apresentações! A Criação é o Seu melhor cartão de visita.

    3 - Deus revela-se ao Homem sem intermediários.

    4 - A Igreja nunca terá capacidade para ser o amigo comum que apresenta Deus aos homens.

    Mateus 28:19 e 20 fala de fazer discípulos e de baptismo. Não diz que a salvação é competência da Igreja.

    Cabe, a cada um, mesmo aos que não conhecem o Evangelho escrito, conhecer Deus, directamente.
    Nem que seja pela contemplação da Sua Criação.

    A revelação de Deus ao Homem é uma estrada de sentido único.
    Teoria:
    Se Deus não quisesse chegar ao Homem, o Homem não teria como chegar a Deus.

    NUOV

     
  • At 31 de outubro de 2007 às 13:49, Anonymous Anónimo said…

    cbs

    Digo o que disse no teu outro post: o que sabemos, o que podemos saber, com toda a segurança, é que a fé, consciente, em Jesus Cristo salva. A partir daqui só suposições. “Fé implícita”, ou outra ideia semelhante, pode ser uma construção doutrinária interessante, mas não passa de uma suposição. E é deste balanço certezas/suposições que nasce a necessidade, sempre urgente, do anúncio da Boa Nova. Se conhecemos o remédio, o único que, com toda a certeza, funciona, precisamos dizê-lo com clareza.
    (Já agora: os evangélicos não têm sacramentos).

    Beguina

    “Toda a criação será salva e transformada por Deus e para Deus”.
    Se, como me parece, isto significa que todos os seres humanos serão salvos, então este é um bom exemplo de como o liberalismo teológico pode colocar os evangélicos mais perto do catolicismo do que do protestantismo.

    Pedro Leal

     
  • At 31 de outubro de 2007 às 14:14, Anonymous NUOV said…

    Beguina,

    Sem retórica, pergunto, porque ignoro:
    Onde, na Bíblia (única regra de fé e prática), está escrito que Deus salvará toda a criação?

     
  • At 31 de outubro de 2007 às 17:48, Blogger cbs said…

    Pedro, mas os evangélicos têm Baptismo não têm?
    chamam-lhe o quê? dom de Deus?
    desculpa a incultura

     
  • At 31 de outubro de 2007 às 20:24, Anonymous Epafras said…

    cbs

    Os que morrem sem ter aceitado o Evangelho para a sua salvação, tendo ouvido ou não a pregação do Evangelho, apenas irão receber aquilo que merecem que é a condenação debaixo da qual todos os homens estão porque são pecadores por natureza. Por isso não há qualquer injustiça da parte de Deus.
    Tens que ver a salvação como uma graça que Deus faz aos homens e não como um direito que estes têm.
    Não há por aqui nenhum baptista que disserte sobre a predestinação? :)

    Quanto aos sacramentos os evangélicos também os têm, mais precisamente dois, o baptismo e a Santa Ceia mas o significado que dão ao termo sacramento é diferente do que dá a Igreja católica. Para a Igreja católica o sacramento confere uma graça sobrenatural, por exemplo, o baptismo salva, para os evangélicos os sacramentos não conferem alguma graça sendo apenas sinais de uma realidade espiritual.
    Para não confundir com o significado que a igreja católica dá ao termo sacramento usa-se habitualmente o termo ordenanças.

     
  • At 31 de outubro de 2007 às 22:45, Blogger cbs said…

    Obrigado pela explicação, Eprafas

    Só fico triste pela primeira parte:"Os que morrem sem ter aceitado o Evangelho para a sua salvação, tendo ouvido ou não a pregação do Evangelho, apenas irão receber aquilo que merecem que é a condenação"
    Fica estreita a porta.
    Uma coisa é a recusa; a outra bem diferente a impossibilidade de optar, é-se condenado não por uma opção consciente, mas por uma situação, sem culpa própria, de que se não é responsável.

    Não se trata de ter direitos, trata-se de compreender nesse contexto o sentido da resposta de Deus ao humano pecador, que foi a Sua Incarnação e Morte na Cruz, o Amor (Agape) para resgatar cada um de nós ao pecado, o Seu desejo universal de reconciliar e perdoar.

    Ao Pai que amo, ao qual me submeto livre, nada exigindo, nem sequer que me salve, não o consigo conceber como indiferente à inocência. E de facto Ele também não se ficou. Perante o pecado de origem, veio cá redimir-nos.

     
  • At 31 de outubro de 2007 às 23:31, Blogger Hadassah said…

    "Os que morrem sem ter aceitado o Evangelho para a sua salvação, tendo ouvido ou não a pregação do Evangelho, apenas irão receber aquilo que merecem que é a condenação debaixo da qual todos os homens estão porque são pecadores por natureza."

    não sei responder à pergunta...mas tabém não me parece que seja assim...vai haver julgamento...existem consciências...Deus saberá como julgar de forma justa.

     
Enviar um comentário
<< Home
 
 
Um blogue de protestantes e católicos.
Já escrito
Arquivos
Links
© 2006 your copyright here