domingo, outubro 28, 2007
E agora em português...
Celebremos a Reforma! Esta deveria ser a grande semana do protestantismo em Portugal.


Lembrei-me de algo visual: A Rosa do Lutero. Este selo ou brasão de Lutero sintetiza a sua doutrina de uma forma simples e completa. O próprio reformador supervisionou a sua criação e explicou o seu significado da seguinte maneira:

" (…) O meu selo é um símbolo da minha teologia.Primeiro, deve haver uma cruz preta dentro de um coração - o qual retém a sua cor natural - para que eu seja lembrado que a fé no Crucificado nos salva. Pois quem crê de coração será justificado (Romanos 10.10). Embora seja uma cruz preta, que mortifica e que também deve causar dor, ela deixa o coração em sua cor natural. Ela não corrompe a natureza, isto, ela não mata, mas mantém vivo. "O justo viverá por fé" (Romanos 1.17), pela fé no Crucificado.

Tal coração deve estar no meio de uma rosa branca, para mostrar que a fé dá alegria, conforto e paz. Em outras palavras, ela coloca o crente em uma rosa branca, de alegria, pois esta fé não dá paz e alegria como o mundo d (João 14.27). É por isso que a rosa deve ser branca, e não vermelha, pois o branco é a cor dos espíritos e dos anjos (conforme Mateus 28.3; João 20.12).

Tal rosa deve estar numa área de azul celeste, simbolizando que tal alegria em espírito e fé é o começo da futura alegria celestial, que já começa, mas é obtida em esperança, pois ainda não é revelada.

Ao redor dessa área está um círculo dourado, simbolizando que tal bênção no céu dura para sempre; é sem fim. Tal bênção vai além de toda a alegria e bens, assim como o ouro é o melhor metal, o mais valioso e precioso. Este é o meu compendium theoligae [o sumário da teologia]..."

Carta de Lutero a Lazarus Spengler, 8 de julho de 1530.

A Beguina
posted by @ 9:23 da tarde  
12 Comments:
Enviar um comentário
<< Home
 
 
Um blogue de protestantes e católicos.
Já escrito
Arquivos
Links
© 2006 your copyright here