quinta-feira, setembro 27, 2007
e agora um contributo edificante
Essa salganhada toda aí em baixo acabou por inquinar uma discussão que pode ainda ser interessante. Chamo a particular atenção para o que o Antonius escreveu aqui e de que destaco um trecho luminosamente verdadeiro: «O que incomoda as pessoas é não terem poder decisório (sobre a doutrina católica), algo de completamente contrário ao Evangelho que prega a humildade».
A isto acrescento apenas uma citação do Padre André Depierre, um daqueles pères ouvriers franceses, cujos exemplos de vida tem alimentado tantas indignações contra os hierarcas da Igreja por parte desses Anselmos Borges. Pois esse bom Padre Depierre, que hoje está certamente em Deus, disse uma vez o seguinte:
«Obedeci à Igreja para me manter livre. Prefiro ser vítima dos velhos cardeais romanos do que tornar-me escravo de mim próprio. Digo sim à Igreja e foi dentro dela que me bati por ela. Dez vezes, com alguns irmãos delegados dos outros padres operários, fomos a Roma para que as decisões tomadas contra nós fossem revistas. Durante seis anos fomos mal ou nem sequer recebidos. E no entanto, nunca desesperei da Igreja. Ela é portadora de um tal capital de amor, de generosidade, de esperança, de humildade, de boa vontade e de fé no único mestre Jesus, que nenhuma das suas fraquezas pode prevalecer e barrar o caminho por muito tempo ao Espírito Santo. O capital de santidade acumulado ao longo do tempo e do espaço por milhões de santos desconhecidos acabará certamente por abrir novos caminhos
josé
posted by @ 11:41 da manhã  
7 Comments:
  • At 27 de setembro de 2007 às 12:26, Blogger cbs said…

    obrigado josé :)

    ando mesmo a precisar de ir à missa.
    e confessar-me, lol... e comungar.

     
  • At 27 de setembro de 2007 às 12:36, Blogger Daniel said…

    Desde o final do mês de Junho que fiquei sem possibilidades sem fazer nenhum artigo. Agora visto já ter Internet (ALELUIA), posso retornar a fazer o que gosto.
    Desde já agradeço todas as visitas feitas ao meu blog (Biblos) e espero que retornem periodicamente.

    www.danielaurelio.blogspot.com

     
  • At 27 de setembro de 2007 às 18:48, Blogger Antonius Block said…

    Lindo josé!

    É que é isto mesmo!

    É precisamente o tornar-me escravo de mim próprio que é o grande perigo e que nos limita tremendamente (porque os nossos horizontes são sempre curtinhos, mesmo quando somos bem intencionados).

     
  • At 27 de setembro de 2007 às 23:29, Anonymous Anónimo said…

    Mas a humildade bíblica implica assinar cartas em branco?! A humildade que encontramos no Novo Testamento ouve os irmãos, está disposta, deseja, ser corrigida por eles, reconhece autoridade espiritual a quem Deus a concedeu, mas não delega a responsabilidade: "Examinai tudo, retende o bem" (I Tessalonicesses 5:21). E Deus promete dar sabedoria a que lhe pedir, com fé (Tiago 1:5).
    Depois, não há nenhum igreja que liberte ou mantenha livre. Isso é obra exclusiva de Cristo: "Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres" (João 8:36). Porquê estas curvas e contracurvas ?

    Pedro Leal

     
  • At 27 de setembro de 2007 às 23:45, Blogger Antonius Block said…

    caro Pedro,

    Se acreditares que a Igreja católica é a igreja de Cristo, tens aí a resposta ao que vês como paradoxal.

    A igreja não é minha, nem tua, nem do papa ou dos bispos. É de Cristo, é Ele que actua nela e é por isso que lhe devemos obediência. É por isso que nem mesmo os bispos podem ir contra a Tradição, porque a Tradição não é outra coisa que não os mandamentos do próprio Cristo. É coisa totalmente diferente de cada um interpretar como quiser e formar igrejas à medida. A igreja pertence a Cristo, e não Cristo que pertence às interpretações individuais de cada um.

     
  • At 28 de setembro de 2007 às 09:31, Blogger josé said…

    Coisa engraçada: eu que andei ontem de manhã uma porrada de tempo para desenterrar esta citação do Guia dos Perplexos, descubro agora que eu já a tinha posto aqui no Trento em idos de Fevereiro (http://trentonalingua.blogspot.com/2007/02/pensar-pela-prpria-cabea.html), a propósito do aborto e respondendo novamente ao Anselmo Borges & Miguel Marujo. Não será coincidência certamente...

     
  • At 28 de setembro de 2007 às 17:50, Blogger João Leal said…

    O texto deste post é de uma pobreza cristã tremenda.
    E isto não é nenhum elogio...
    Fico a pensar nisto da retórica, em como servem para justificar qualquer coisa, por muito imbecil que seja.
    Que palermice...

     
Enviar um comentário
<< Home
 
 
Um blogue de protestantes e católicos.
Já escrito
Arquivos
Links
© 2006 your copyright here