sábado, agosto 15, 2009
A Igreja enquanto instituição "precisa de mudanças estruturais, mas sem dinamitá-la".

posted by @ 2:05 da tarde  
32 Comments:
  • At 15 de agosto de 2009 às 19:26, Blogger cbs said…

    Obrigado Rui :)

     
  • At 16 de agosto de 2009 às 12:09, Blogger zazie said…

    A parte mais gira é quando ele afirma que o Escrivá foi canonizado em troca da Opus ter tapado o buraco financeiro.

    Não faço ideia se é verdade mas tudo o que o tal da libertação defende é suficiente para nos vermos livres destes curas de passeata.

    Cada vez me irrita mais este troca tintas do Anselmo Borges.

    Se o gajo quer casar, que case e deixe a Igreja que não precisa destes ateus de batina para nada.

     
  • At 16 de agosto de 2009 às 12:13, Blogger zazie said…

    Além do mais se tivesse tomates tinha defendido o gajo quando estava de saúde, não era agora com a chantagem emocional do cancro que vinha dar vivas a espiões da Mossad e do Vaticano (????!!!) assediados pela Cia.

    ..........
    Alguém sabe o que é um espião do Vaticano?

    Estes tipos metem todos para a veia.

     
  • At 16 de agosto de 2009 às 15:41, Blogger cbs said…

    Pois é, que sempre houve uma paciente mas persistente diplomacia vaticana, não há duvida, como é exemplo o caso do Cardeal Mindszenty.
    Agora, essas misturas da verdade com a lenda, do KGB com a CIA, da Mossad com a Mafia - faltou falar da Maçonaria do caso Ambrosiano - cheiram a uma salada russa, sem verificação possivel. Para além das leituras do Dan Brown ;)

     
  • At 16 de agosto de 2009 às 17:44, Blogger MC said…

    Zazie e Cbs,

    o que é que vos choca mais; as opiniões do Anselmo Borges sobre a Igreja Católica, ou a cena de haver espiões na política do Vaticano?

    Zazie, não acho que esteja a haver aproveitamento de um velho padre a morrer de cancro. Ele deu a entrevista e as pessoas leram-na. Por ter noventa anos e estar a morrer de cancro já não se pode dar ao luxo de usar de rigor nas declarações que faz?

     
  • At 16 de agosto de 2009 às 17:46, Blogger MC said…

    acho uma tolice enorme a crispação que causa o facto de poderem ser ordenadas mulheres ou os padres casarem. Tendo em contraponto os abusos de poder no seio da Igreja. As cedências aos poderes políticos, os escandalos financeiros e outros. Esses, sim, bem mais inquietantes.

     
  • At 16 de agosto de 2009 às 18:00, Blogger zazie said…

    Olá MC:

    Chocar não me choca nada que já vi muita coisa na vida. Mas que o Anselmo Borges meta prá veia e escreva estas cenas sob o efeito, é daquelas coisas...


    ahahahahahah

    Aquele artigo é de loucos. E os espiões do Vaticano davam uma boa sitcom

    ":O)))))

     
  • At 16 de agosto de 2009 às 18:01, Blogger zazie said…

    A cena das mulheres ordenhadas não sei se dá crispação mas era outra que dava variante de seriado porno.

    ":OP

     
  • At 16 de agosto de 2009 às 18:04, Blogger zazie said…

    Mas este cura de passeata há muito que se tornou uma anedota.

    Ainda se lembram dos malabarismos de circo chen que ele inventou- com o modelo alemão e mais umas adulterações da lei, para vender o aborto?

    Ou isso já passou à história?

    hummm?

    Quanto a escândalos, eu cá só quero os detalhes mais escabrosos.

    Quais são os que ele tem para venda?

     
  • At 16 de agosto de 2009 às 18:06, Blogger zazie said…

    Mas quem é que está com 90 anos e a morrer de cancro?

    Essa agora? o artigo é do maluquinho
    espião e cura terrorista ou deste palerma pendurado nele para vender a trapalhada à custa dessa chantagem emocional?

     
  • At 16 de agosto de 2009 às 18:11, Blogger zazie said…

    Mas será que a treta de dizer mal do Vaticano evita rugas ou coisas assim mais a caminhar para a fossilização...?

    Na volta, se evitasse, também queria vigárias ordenhadas no meu lugar e padres gay em "casórios brancos" e assim, em vez de freirinhas que não jantam de onde cantam.

    ":OP

     
  • At 16 de agosto de 2009 às 18:56, Blogger MC said…

    Olá Zazie.

    O artigo do Anselmo Borges baseia-se numa entrevista que o tal padre espião deu ao El País.

    O essencial aqui não é defender ou atacar o Vaticano. Acho que também não é o essencial para o AB. Mas eu só o conheço dos artigos de opinião. O Vitor é que já foi a conferências dele.

    O essencial é definir o que queremos que a Igreja seja. E cada um dos baptizados, com acrescida responsabilidade, deve pronunciar-se (e fazer)para que ela seja o rosto humano de Deus (estou a usar uma imagem alegórica) no mundo.

    Zazie, mulheres ORDENADAS. Ordenhadas, só depois do ofício :))) ou antes.

    Recentemente, o Bispo de Viseu anunciou que vai criar novos ministérios ordenados. Não o prebisteral ou diaconal (só acessível aos homens), mas de formadores de catequistas e mais alguns. Isto, no grosso, são sempre mulheres. Qual o probelma, se não o de uma descriminação de género, em serem presbíteras e diáconas?
    Achar que o rito seris menos sério, menos capaz de conduzir ao mistério, é fruto apenas de preconceito, mais nada.

    Mas eu nem faço disto cavalo de batalha. O que me preocupa na Igreja são outras coisas não tão apelativas a opiniões de contra ou a favor.

     
  • At 16 de agosto de 2009 às 19:25, Blogger zazie said…

    Estava a gozar com a ordenha.

    Aquilo não tem ponta por onde se pegue.

    Parece que ele atirou ao ar com o pacote fracturante e cenas macacas à Código Dan Brown e depois botou no jornal.

    Mas o que mais gramei foram os espiões do Vaticano e a cena da canonização do Escrivá a troco de umas massas.

    Porque o macaco do Anselmo Borges é sempre assim- nunca diz que é ele que pensa essas coisas- ele limita-se a citar os outros.

    O problema é do que se lembra de citar e para quê, né?

     
  • At 16 de agosto de 2009 às 19:26, Blogger zazie said…

    Quanto às mulheres eu acho cá uma piada...

    A ver se militam para irem para freiras...

    Está quieto.

    Querem palrar do púlpito e, na volta, que lhes arranjem marido e preto para a lida da casa.

    ":O))))

     
  • At 16 de agosto de 2009 às 19:28, Blogger zazie said…

    Como diz uma tia minha com 90 anos, quando não consegue abrir um frasco ou assim. "um homem faz muita falta numa casa".

    ":O)))))

     
  • At 16 de agosto de 2009 às 19:44, Blogger MC said…

    Zazie,

    não tenho nada a tua opinião sobre o AB. Mas já disse que não o conheço sequer.

    Vê-se que não conheces a estrutura da Igreja. Há inúmeros institutos femininos. Os padres até têm piadas sobre isso.

    Mas lá estamos nós a discutir o que é marginal. Haver mulheres prsbíteras ou padres casados não salva nem afunda a Igreja.

    Porque te parece novela a questão da canonização do Escrivá e o dinheiro avançado pela OD? Pensas que para fazer um santo não é precisa muita massa? Achas que aquilo é uma discussão de anjos e arcanjos com coros celestiais a acompanhar? Há congregações que gostavam de ter o seu fundador nos altares e não têm dinheiro para isso. As coisas passam-se assim, acredita.

     
  • At 16 de agosto de 2009 às 19:51, Blogger zazie said…

    Mas eu conheço lá o sô Anselmo, caraças. Eu li-lhe dois artigos e, a partir daí, já lhe adivinho o que vem a seguir.

    É sempre a mesma macacada.

    E o que conheço de hierarquias da Igreja não será assim tão pouco como imaginas.

    Esqueces-te que tive de contactar com praticamente todos os responsáveis para fazer um levantamento fotográfico de cá e das Ilhas.

    Não foi mesmo assim tão pouco e durou vários anos.

    No geral até penso muitíssimo bem.

    Quanto às cenas de canonizar a troco de dinheiro pagava para ver o que os pastorinhos pagaram ao Vaticano.

    E sou insuspeita pois nem tenho a menor simpatia pela Opus, apesar de não saber nada daquilo.

    Basta ser cena à porta fechada e com ar clandestino, para embirrar naturalmente. Mas ele passou-se. Aquilo é uma boca demasiad

    foleira e irresponsável que ele largou como se fosse o cura terrorista que tivesse dito e ele apenas o papagaio de serviço ao jornal.

     
  • At 16 de agosto de 2009 às 19:53, Blogger zazie said…

    O que mais gosto é de fradinhos. Esses é que são uns bacanos.

    Um dia destes ainda faço um retiro iconográfico num mosteiro. Mas de preferência de gajos. As freiras falam muito.

     
  • At 16 de agosto de 2009 às 19:56, Blogger zazie said…

    Olha- e o Gaudí vai ser canonizado.

    Será que foi lobby de arquitectos que pagou.

    Que treta foleira, é mesmo a má-fé jacobina a falar.

     
  • At 16 de agosto de 2009 às 19:58, Blogger MC said…

    então vou contigo, caramba!

    mas não te substimes. Os pastorinhos não têm dinhero (onde estão há-de fazer-lhes grande falta). Mas que dizer de Fátima?

    Mas que haja Fátima e Vaticano e santos nos altares às carradas que é isso que a malta gosta. Mas leiam os Evangelhos de vez em quando.

     
  • At 16 de agosto de 2009 às 19:59, Blogger zazie said…

    E continuo a ter contactos com responsáveis religiosos por questões de trabalho.

    O detalhe mais engraçado é que nunca nenhum me perguntou nada relativamente a crenças ou práticas religiosas ou confissões que nunca fiz.

    Rien de rien. Só por isso tenho-os em melhor conta que qualquer seita laica.

    Os que professam são sempre melhor que os simpatizantes que andam pelo mundo a medir fezinhas do próximo.

    E este é um bom motivo para defender a preservação do celibato.

     
  • At 16 de agosto de 2009 às 20:00, Blogger MC said…

    Zazie,

    estás a argumentar uma coisa de que não tens conhecimento e atiras ao acaso. Queres que eu te pesquise quanto custa um santo?

     
  • At 16 de agosto de 2009 às 20:03, Blogger MC said…

    Zazie,

    diz ao que vens com o teu comentário das 19,59. estás a tentar atirar poeira para os olhos de quem?

    Eu não quero pessoalizar esta discussão. Qual o interesse?

     
  • At 16 de agosto de 2009 às 20:04, Blogger zazie said…

    De Fátima detesto a Basílica e nunca lá fui.

    Mas tive uma conversa com um padre em Nájera que me fez mudar de ideias.

    Aquilo é um santuário com uma projecção mundial espantosa e que diz muito a muita gente.

    Agora retiro em mosteiro, palavra que gostava.

    Sei que no Leste até recebem pessoas para catalogarem obras de arte e bibliotecas, nas férias.

    Sempre me atrairiam esses sítios. Pelo isolamento e silêncio.

    São esses e as casas vigia nas florestas. Mas aí é pancada do que resta da Beat Generation.

     
  • At 16 de agosto de 2009 às 20:07, Blogger zazie said…

    Esse comentário é apenas o que lá está.

    Ao contrário de muita gente eu penso que o sacrifício do celibato nos católicos trás uma enorme mais-valia.

    E, ao contrário de muita gente, penso que os padres, em geral, são pessoas diferentes das laicas e muitíssimo mais tolerantes que estas.

    Acredito mesmo que tenham de ser pessoas diferentes. Pelo menos diferentes daquilo que eu era capaz- como é o caso de freiras.

    Ser pastor ou diácono casada, não é nada. Agora ser freira ou padre ou frade, é diferente.

     
  • At 16 de agosto de 2009 às 20:10, Blogger zazie said…

    Portanto, o que penso do Poder, em termos humanos é que não se manifesta nessa separação entre um converso e um leigo.


    Entre eles há-de ser outra coisa- Mas isso é mesmo lá com eles.

    E esta separação entre mundos espirituais incomparáveis é uma mais valia-milenar que quem deita fora não ganha nada.

    Para gozarmos todos a vida da
    mesma maneira, não era preciso religião.

     
  • At 16 de agosto de 2009 às 20:14, Blogger MC said…

    Zazie,

    acho que tens uma visão romanesca do celibato. Lidar com padres num contexto profissional como o que tu fazes é diferente de ser uma beata presente numa comunidade paroquial. As coisas ficam mais expostas.

    E é preciso distinguir uma vocação religiosa monacal e a do padre ao serviço da comunidade.

    Nunca fiz nenhum retiro de silêncio, mas acho que ainda hei-de fazer. Tenho de encontrar o espaço próprio.

     
  • At 16 de agosto de 2009 às 20:15, Blogger zazie said…

    Já te expliquei que não atirei nada.

    Sempre disse isto. Que não confio em leigos religiosos e que a confiar só em que tivesse professado.

    Não é novidade. É conclusão a que cheguei depois de contactar com vários religiosos. E as patentes não os estragam. Tenho a melhor impressão de muitos bispos.

    Agora o preço de um santo, passo.

    Não sou de má-fé e acredito que a canonização não se compre.

    Ainda assim, como também costumo dizer, prefiro santos com patine.

    Por causa das coisas...

     
  • At 16 de agosto de 2009 às 20:15, Blogger MC said…

    o teu último comentário é oportuníssimo e dá pano para mangas. Mas fica para outra ronda. tenho de me desligar.

    tchau!

     
  • At 16 de agosto de 2009 às 20:17, Blogger MC said…

    não era o último (contigo é sempre a aviar) é o das 20;10.

     
  • At 16 de agosto de 2009 às 20:21, Blogger zazie said…

    Eu também sei o que isso é.

    Tive algumas cenas que iam dar aí ou andaram lá perto. Eles sabem do poder que têm com aquele mulherio todo à volta. nas igrejas.

    Até contei umas coisas giras a propósito do padre da Guarda.

    As dondocas faziam bicha ao domingo e detestavam-me.

    E em Mora uma delas foi mesmo malcriada e fez tudo para me estragar o trabalho.

    E eles pecarão... mas não há-de ser tão fácil como v.s julgam.

    Mas gosto dos padres mais velhos, com sabedoria e grande bondade.

    Não creio que haja paralelo em gente laica.

    Era capaz de garantir que não há.

    O que também faz de um pastor anglicano algo diferente de um teleevangelista, né?

     
  • At 16 de agosto de 2009 às 22:23, Blogger cbs said…

    "o que é que vos choca mais; as opiniões do Anselmo Borges sobre a Igreja Católica, ou a cena de haver espiões na política do Vaticano?"

    MC
    eu conheço mal o Borges e não duvido que o Vaticano espia, como fazem todos os poderes quando podem. O Vaticano tem facilidades na rede espalhada pelo mundo, e parvos seriam se não vissem e ouvissem...

    Mas aquilo que o venerável cura citado pelo Borges diz são filmes, tão objectivos como qualquer teoria da conspiração. Foi apenas o que disse, não me pronunciei sobre padres casados ou coisas que tal, isso é uma outra discussão.

    Bjs&abraços

     
Enviar um comentário
<< Home
 
 
Um blogue de protestantes e católicos.
Já escrito
Arquivos
Links
© 2006 your copyright here