quinta-feira, maio 01, 2008
Bento XVI apresentou esta quarta-feira um balanço da viagem aos Estados Unidos da América em Abril.
Do encontro com George W. Bush, o Papa destacou a “feliz conjugação entre princípios religiosos, éticos e políticos” nos EUA, que considerou “um exemplo válido de sã laicidade, que valoriza a dimensão religiosa"
cbs
posted by @ 9:07 da tarde  
7 Comments:
  • At 2 de maio de 2008 às 09:28, Blogger João Leal said…

    Gosto deste tipo. A sua aproximação cristocentrica é bastante interessante. Bem melhor do que o João Paulo II.

     
  • At 2 de maio de 2008 às 13:10, Blogger cbs said…

    Não sei...
    João Paulo II entre várias qualidades tinha o dom da comunicação... e era por aí mesmo que eu desconfiava dele. Mas para além da duração do seu "reinado", deixou uma marca indelével na História do Mundo, onde o empurrão para a queda do muro e a revolução polaca não foram menores.

    Este senhor é um intelectual de primeira água, é brilhante... e é por aí mesmo que eu desconfio dele, lol
    Nada a fazer, sou um renitente :/
    o meu papa foi João XXIII, o do coração :)

     
  • At 2 de maio de 2008 às 13:50, Blogger Pedro Leal said…

    Custa-me sempre encaixar a descontração com que são feitas declarações com profundas implicações históricas, como esta do Papa sobre a "sã laicidade". Afinal de contas, os que, de Bíblia na mão, instituiram este modelo de "sã laicidade" fugiam dos anglicanos por estes não terem cortado o suficiente com a Igreja de Roma. Mas, vendo bem as coisas, isso é o menos importante. A Palavra de Deus não é de nenhuma igreja ou denominação. Ela pertence á Humanidade e está aí para, também, ajudar contruir um mundo melhor.

     
  • At 2 de maio de 2008 às 14:29, Blogger samuel said…

    É uma declaração extraordinária!
    Entre outras coisas por ser feita sem se rir...

     
  • At 2 de maio de 2008 às 14:30, Blogger cbs said…

    Mas a verdade, Pedro, é que a América é um exemplo de estado laico e religião viva, separação mas inter-relação. O que na Europa os jacobinismo republicano diz muitas vezes que é impossivel, e no Oriente, noutra perspectiva, dizem os outros também que não. Para esses "diferentes", num outro contexto, a Turquia também exemplifica a coabitação entre religião e estado.
    Nem a teocracia, nem o estado ateu, são soluções politicas aceitáveis, para mim.

     
  • At 2 de maio de 2008 às 14:33, Blogger cbs said…

    Samuel, sêde compassivo, homem!
    ;)

     
  • At 3 de maio de 2008 às 12:19, Blogger David Cameira said…

    " Gosto deste tipo. A sua aproximação cristocentrica é bastante interessante. Bem melhor do que o João Paulo II. "

    HALELUIAH AMÉN !!!

    Glória Shekinah

     
Enviar um comentário
<< Home
 
 
Um blogue de protestantes e católicos.
Já escrito
Arquivos
Links
© 2006 your copyright here