sábado, outubro 13, 2007
carta ao director
Mail enviado ao Público, escrito numa madrugada sonolenta:

É claro que um crítico de cinema não tem de dominar todos os assuntos que os filmes abordam, em especial quando se trata de documentários. Mas, parafraseando uma frase de origem incerta, quem sabe só de cinema não sabe de cinema.
Vem isto a propósito do texto de Jorge Mourinha intitulado "Campos opostos", incluído no Ípsilon de 12/10/2007, onde o mesmo fala em «na crescente influência política dos católicos evangélicos fundamentalistas». Ainda pensei que teria sido fruto de uma apressada tradução do programa ou press-release do DocLisboa. Mas, mais à frente, o crítico repete a expressão: «num retrato fiel do empenhamento activista e social do catolicismo evangélico fundamentalista».
Será que Jorge Mourinha nunca ouviu falar nos cristãos evangélicos (fundamentalistas ou não), herdeiros da tradição protestante, e que tanta expressão têm nos EUA? E - pior - não tem conhecimento de uma instituição milenar chamada Igreja Católica? O que será isso de "catolicismo evangélico" e quem serão os "católicos evangélicos"? A expressão é tão rigorosa como falar-se de um muçulmano budista ou de um defesa direito no basquetebol.

Carlos Cunha
posted by @ 10:18 da manhã  
6 Comments:
  • At 13 de outubro de 2007 às 14:02, Blogger Hadassah said…

    o que nos diferencia não é o termo "católico" (de igreja Universal), mas o ser "apostólico romano".

    Possivelmente é por aí...

     
  • At 13 de outubro de 2007 às 14:28, Blogger David Cameira said…

    Mas foi muito bem metida a " dica " do Carlos Cunha

    Vamos a ver se tem resposta...

     
  • At 13 de outubro de 2007 às 16:08, Blogger samuel said…

    Já para mim a definição está assaz "correcta".
    Quase tão correta como chamar "jornalistas" ou "críticos de..." a uma (infelizmente) grande parte das pessoas que desataram a escrever para os jornais e televisões.

     
  • At 13 de outubro de 2007 às 16:12, Blogger samuel said…

    Ah, e já agora, o segundo "correcto" saiu acidentalmente "correto", estando portanto incorrecto.
    Está feita a correcção.

     
  • At 13 de outubro de 2007 às 16:31, Anonymous Anónimo said…

    O Mourinha é o gajo que deu 2 estrelas (correspondentes a "a ver")a um filme péssimo chamado "Cativeiro" e fez uma extensa crítica ao filme das Crónicas de Nárnia ignorando o subcontexto cristão. Ignoremos também Mourinha.

     
  • At 15 de outubro de 2007 às 14:47, Anonymous SB said…

    Isto a propósito de "Jesus Camp", não?

     
Enviar um comentário
<< Home
 
 
Um blogue de protestantes e católicos.
Já escrito
Arquivos
Links
© 2006 your copyright here