quarta-feira, julho 11, 2007
O 4 de Julho foi na semana passada
Os bispos franziram o sobrolho e o Primeiro-ministro lá arranjou uma reunião, ainda esta semana, para ouvir as insatisfações dos católicos portugueses.
Os problemas? Vários: “a ampliação dos horários nas escolas está a prejudicar as instituições de solidariedade”; “o facto da Universidade Católica ter perdido apoios governamentais”; “alterações no estatuto editorial da imprensa da Igreja”; “não ter sido regulamentada até ao momento a figura dos capelães hospitalares e a falta de verbas para os capelães nas prisões”; “problemas na construção das igrejas e no apoio à família”; e, claro, a Concordata, que serviu para lembrar que a Lei da Liberdade Religiosa não se aplica aos católicos.

Pedro Leal
posted by @ 12:28 da manhã  
22 Comments:
  • At 11 de julho de 2007 às 01:44, Blogger zazie said…

    Este comentário foi removido pelo autor.

     
  • At 11 de julho de 2007 às 01:52, Blogger zazie said…

    Este comentário foi removido pelo autor.

     
  • At 11 de julho de 2007 às 01:59, Blogger zazie said…

    Este comentário foi removido pelo autor.

     
  • At 11 de julho de 2007 às 03:29, Blogger zazie said…

    Este comentário foi removido pelo autor.

     
  • At 11 de julho de 2007 às 03:30, Blogger zazie said…

    não vale sequer a pena. É melhor assim. No comments

     
  • At 11 de julho de 2007 às 04:17, Blogger samuel said…

    Depois de tanta remoção, por parte da Zazie, numa clara antevisão do que poderão ser as remoções de terrenos na Ota, deixo aqui uma pequena "prenda" do papa Bento.
    Segundo o senhor, a única igreja fundada por Cristo foi a Católica, logo, as igrejas protestantes ou evangélicas nem sequer podem ser consideradas igrejas.
    É uma lógica de merda, perdoem-me o francês...
    O mundo parou lá, no ano zero.
    Assim temos que os países que se foram tornando independentes nos últimos 2000 anos, não são bem países e até as pessoas que entretanto nasceram não são bem, bem, pessoas.
    Este papa é um pândego! Infalível...

     
  • At 11 de julho de 2007 às 04:46, Blogger samuel said…

    Aproveito ainda, que está toda a gente a dormir e eu a fazer horas para ir para o aeroporto, para dizer que li os comentários da Zazie antes da própria ter iniciado as terraplanagens e gostei bastante de algumas partes.
    E é tudo.

     
  • At 11 de julho de 2007 às 10:22, Blogger cbs said…

    Meus caríssimos reclamantes,... concedo... concedo.
    Denuncie-se pois a Concordata "faz de conta", já que foi assinada mas o estado só português não lhe liga pevas;
    Tratem-se todas as confissões religiosas por igual. mas mesmo todas, abrâmicas e não-abrâmicas, judeus, xiitas e sunitas, católicos e protestantes, coptas e mormons, espiritas e zoroastras, budistas e xamãs, sikhs e druidas, jainistas e neo-pagãos... tudo.

    E veremos como desaparecerão todas as tensões, e tudo se transformará na mais pura harmonia.

    Por mim, tá bem, mas vão ter alguma dificuldade é a convencer o poder político - em especial este, descendente daqueles que já meteram a argolada com a ICAR na I república - por causa da sociologia.

    são vocês com isto e a ILGA com o casamento... tenham dó meus :(

     
  • At 11 de julho de 2007 às 13:55, Blogger zazie said…

    Eu removi porque era um autêntico extermínio aos evangélicos.

    Não ficavam a mexer nem um dedinho.

    Arrependi-me porque gosto do blogue. Mas menos do que escrevi ontém a exterminá-los, nem consigo.

    Passo à frente, desligo, porque ler merdas destas dá-me tamanhos fornicoques que só têm resposta à Clint Eastwood- chumbo para cima.


    O que vale é que o Antonius já deu uma resposta civilizada.

    De resto, tratem-se. Vão ao psiquiatra tratar as paraanóias. Que isto é tara e da grande. Isto nem é religião, isto é tara idêntica aquela dos maluquinhos das fobias da moda.

    Vão fazer queixa ao BE ou então emigrem. Portugal é um país católico. Desde muito antes da fundação da nacionalidade. É um país onde todos são livres de praticarem as religiões que bem entenderem.

    Por cá não é preciso ser rico para uma religião ser respeitada. E a Igreja Católica não precisa de fazer fretes ao Bush, nem recebe dinheiro da Cia.

     
  • At 11 de julho de 2007 às 14:03, Blogger zazie said…

    "são vocês com isto e a ILGA com o casamento... tenham dó meus :(


    É isto mesmo. O cbs anda a dizer umas coisas certas. São estes taradinhos dos evangélicos com manias de perseguição e os gays com o casamento inter-espécies.

    Bestialidade paralela. Tara, loucura, incapacidade de gostarem da sua própria religião sem fazerem dela um palco de combate ao catolicismo. Incapacidade cívica de serem portugueses. Incapacidade religiosa de serem cristãos. Incapacidade social de chamarem membros sem ser à custa de fantasmagorias. Incapacidade intelectual de entenderem o país e a história do país a que pertencem. Incapacidade espiritual de não serem mais que herdeiros de paranóias que lhes transmitem de geração em geração.
    ´
    Isto que aqui foi escrito é ainda mais patológico que o jacobinismo. Porque esses ao menos odeiam deus e todos os cristãos. Estes dizem-se cristãos americanõides que fazem rábulas de minorias por absoluta falta de estaleca intelectual. Por absoluto desenraizamento cívico. São metecos. Metecos por conta dos dólares. Que nunca um evangélico americano teve a preocupação de dar vivas pela fundação de Portugal.

     
  • At 11 de julho de 2007 às 16:20, Blogger David Cameira said…

    Efectivamente...há pessoas q sofremde palermice aguda e em consequência dizem DISPARATES do tipo: " ou então emigrem. "

    NEN NO TEMPO DO FASCISMO
    Os evangélicos eram espatriados pelo poder, eram perseguidos, injuriados e oprimidos.... mas espatriados não!

    Então , assim sendo ...quem é a Srª Dª para condenar os " protestas " á espatriação ???

    " Portugal é um país católico. Desde muito antes da fundação da nacionalidade. "

    Qd a sua saude mental voltar ao normal,
    lol,
    tem de explicar-me isso melhor; Portanto Portugal era, seja lá o que for, antes de o ser....

    Essa é como a pescada que antes de o ser já o era !

    SÓ DUMA MENTE ILUMINADA É QUE PODERIA SAIR ISTO

    Depois " ARROTA " com este epitáfio " Eu removi porque era um autêntico extermínio aos evangélicos.

    Não ficavam a mexer nem um dedinho."

    Amiga, os Evangélicos são como a FENIX, renascem das suas próprias cinzas ! Dai q eu lhe peça para recolocar os textos auto-censurados para q eu lhe possa responder " a letra ", obrigado

    Continuando a via sacra..." Por cá não é preciso ser rico para uma religião ser respeitada."

    E ondeé que é o " por lá " onde tal acontece ???

    " E a Igreja Católica não precisa de fazer fretes ao Bush, "

    Pois , pois é, mas se calhar já prara ai a uns 50 anos que não os fazia tt

    Gnada Papa BENTO XVI que é " Bushista " até há espinal medula!!!

    " nem recebe dinheiro da Cia. " mas recebe de qq outro serviço secreto ???

    Recebe da Al-quaeda ???

    Amiga, a ICAR só recebe dinheiro da OPUS DEI e isso já lhe vai bastando...mas digas lá,se é q não apenas um ataque do seu feitio ireascivel, que religião é q recebe dinheiro da CIA que e´para eu ir para lá tornar-me obreiro, pode ser q a CIA me comece a pagar em US dolar

    LOLLLLLLLLLLLLLLLLLL

     
  • At 11 de julho de 2007 às 17:08, Blogger zazie said…

    ó doido, a ti nem dou conversa.

    Mas se for preciso volto a escrever tudo o que apaguei.

    Que essa treta de 4 Julho como comemoração religiosa de portugueses, se não é pagamento de tributo à Cia, mais valia que fosse.

    É uma imbecilidade de tal ordem que, no mínimo, parece complexo de inferioridade por se ser português.

    E sim, Portugal tem como identidade histórica o catolicismo. Azar para quem não percebe isto. E é verdade, quem não está bem que se mude.

    Porque, em qualquer parte do mundo, os estrangeiros têm de se integrar nos países para onde emigram. Se neste caso nem sequer são estrangeiros mas andam para aí, feitos relógios de cuco, a dar vivas ao dólar e a citar presidentes de má memória de um portência estrangeira, então é mesmo caso para se perguntar o que são e ao que andam.

    Porque Lutero e Calvino não precisam de Casa Branca. E o cristianismo dispensa todo e qualquer merdas que diga que Deus abençoa a riqueza e anda nos lábios da puta dos dólares.

    E isto nem é para o mongo do cameira que esse é de tal modo mongo ideológico com enfeite evangélico que nem dá para perder tempo.

    É mesmo, em termos genéricos, para todo e qualquer evangélico que escreva merdas destas num blogue cristão.

    E sim, há dinheiros, há até branqueamento de dinheiros e isso sabe-se há séculos. Não sei se toca a algum de v.s mas devo dizer que se fizesse parte de um blogue religioso onde sistematicamente há cristãos que fazem propaganda política de um crininoso como o Bush, e fazem de um espaço virtual religioso, uma qualquer tribuna de agit prop de má catadura, havia de neutralizar em post seguinte com o maior achincalhamento possível todos esses louvores.

    Se foi apenas por tacanhez mental, que embrulhem, se há pagamento de tributo, embrulhem ainda mais. É que à mulher de césar não se exige epenas que seja, tem de parecer séria.

    E isto por aqui, com as propagandas de má rês americanóides, por vezes não parece mesmo ser sério.
    ...........

    Pelos vistos não valia a pena ter tido pruridos em apagar o que tinha escrito. Há sempre imbecis que estão a pedi-las.

    E agora, neste detalhe, nem me dirijo ao Pedro Leal e muito menos ao Tiago Cavaco (este é inteligente e já disse o mesmo por ouras palavras, quanto à paranóia de minorias dos evangélicos) dirige-se ao Nuno que escreveu uma trampa que devia engolir, e dirige-se a este mongo que escreveu antes.

     
  • At 11 de julho de 2007 às 17:59, Blogger David Cameira said…

    Em primeiro lugar flogo e alegro-me por um " gaj..." como vc imvectivar uma pessoa como eu !!!

    Se nao fosse assim é q eu estranhava

    Posteriormente,

    Qu ha´lavajens de dinheiro sei eu bem , mas na OPUS ( vid o escandalo da loja P2 ) tb há e tu nao te poes aos berros

    Mas na Maçonaria tb há probelmas (vid o escandalo da casa do sino ) e tu nao criticas

    Qt ao emaranhado do teu longo " escrevinhar " supra, digamos assim, " racho-o" ao meio só com isto:

    " sim, Portugal tem como identidade histórica o catolicismo. Azar para quem não percebe isto."

    Azar é para quem nao percebe como foi construida essa tradição historica !

    Azar é para quem nao percebe qual a obra civilizadora da republica no expurgar da patria o cancrodo ultramontanismo

    Azar é para quem AINDA não absorveu o ideario do Portugal democratico vazado no PROGRAMA DO MFA que derrubou o REGIME FASCISTA ( esse sim é q tinha a verborreia q aqui vieste pespegar )

    Eu sou mais pro Carter, embora ja o tenha apoiado mais, do que pro BUSH, se é q a tua capacidade espiritual percebe o q quero dizer

    Qt ao Pinto Moneteiro do neo-nazis e ao partido Monarquico devo dizer q o primeiro ouvi-o ontem durante 3 minutos e o último nunca o ouvi

    Alias nem choro o sucedido mas é so para " arruinar " o teu argumento do igualitarismo, ja se vé é o mais descarado desigualitarismo

    E sim, o Estado tt tem q respeitar a Seita maluca da tia Xica como a ICAR ( desde q não se prove q uma delas esconde negocios pouco claros ) tb tem de as apoiar na medida da sua real e efectiva representatividade na sociadade portuguesa actual

    Se é socialista ou social democrata nao sei nem me interessa mas que é a única actuaçaõ q respeita os direitos humanos e a constituição portuguesa é

    PARECE Q AGORA és tu q embrulhas, certo ????

     
  • At 11 de julho de 2007 às 19:06, Anonymous Anónimo said…

    Zazie

    É óbvio que não te reconheço qualquer legitimidade para pores em causa o meu patriotismo. Os tempos em que para ser português era obrigatório ser católico já lá vão. Os tempos em que ser evangélico era estar ao serviço de um inimigo qualquer (comunismo, maçonaria, CIA…) também. Já agora, é engraçado constatar que a minha igreja tem a sua sede na cidade onde moro e a da vossa está em Roma…

    Pedro Leal

     
  • At 11 de julho de 2007 às 20:45, Blogger zazie said…

    A minha igreja tem sede no meu bairro.

    Quanto ao resto nem vou perder tempo a responder-te.

    Enquanto andares para aí a fazer fretes de subserviência política não mereces sequer que te trate como um cristão livre.

    Há coisas que me dão vómitos e a subserviência de um tuga a políticas que lhe são estranhas, é uma delas.

    Se queres falar de protestantismo, força. Se queres entrar em paranóias contra a tradição do país a que pertences estás mal comigo.

    A sede da Igreja Católica é em Roma porque é um facto histórico. Quem de lá saiu e quer, ao mesmo tempo, privilegiozinhos a dobrar para o seu bairro e para a administração americana, o mais que devia fazer era ir para lá.

    De qualquer forma isto é instrutuvo. Pela negaativa, mas é. Se não fosse o mundo virtual até tinha uma imagem muito bonita e muito ingénua de vs.

    Se calhar mais valia andar enganada. As v.s paranóias não têm qualquer interesse. Não têm sequer nível.

    São mesmo uma cópia barata das paranóias das minorias e do politicamente correcto que por aí anda. incomodam. Qualquer complexo de inferioridade e rábula de coitaninho, incomoda. Dá mesmo vontade de lhes dar razão para se queixarem, já que se queixam sem razão. È chato mas é assim. O que é primário provoca reactivas da mesma ordem.

    por isso é que até tinha apagado o que escrevi e pensei em ficar ao largo. Porque nem todos serão assim quadrados e paranóicos como tu e o Nuno e outros no género.

    por acaso, nesse aspecto, o Tiago é muitíssimo superior. Muitíssimo e até tem este tipo de porblemas convosco. Qualquer pessoa minimamente inteligente percebe que estas paranóias de desenraizamento são perniciosas para os próprios .Para a própria verdade de um crença e para a imagem de quem a patenteia.

     
  • At 11 de julho de 2007 às 20:50, Blogger zazie said…

    Eu tenho familiares a viverem em Inglaterra onde a rainha é a chefe suprema da Igreja. Nenhum católico anda por lá com estas taras a querer fazer de Inglaterra uma América.

    Nenhum. Porque a América é assim , como é, com essa maluqueira de multiculturalismo porque são pouco mais de 200 anos de história. Feita por despejo de emigrantes de todo o tipo e com o revolver numa mão e a Bíblia na outra.

    Só mesmo por absoluta imbecilidade se poderia querer uma cópia da estrutura americana na velha Europa.

     
  • At 11 de julho de 2007 às 20:56, Blogger zazie said…

    E tu não tens de me reconhecer legitimidade ou falta dela por eu ter dito que isto era coisa de desenraizado e de meteco. Tinhas era de provar que o não és. E tu só demonstras que o queres ser. Só demonstras má-fé em relação à herança histórica do catolicismo de um país a que pertences.

    De facto, querer fazer do protestantismo uma política, mais do que uma mera crença, num país que não é evangélico, só pode dar nisto.
    Nem podia dar noutra coisa. É problema idêntico ao dos ateus que querem fazer do mundo religioso um mundo ateu. E não se sentem bem nele.

    Claro. Por isso mesmo é que só se pode responder como eu respondi_ quem não está bem mude-se. Que Portugal não começou no dia em que o menino Pedro Leal nasceu e muito menos pelo facto do menino Pedro Leal ter herdado paranóias religiosas a que dá o nome da sua identidade civil, religiosa, política e cultural.

    Azar. Ninguém pode juntar isto tudo numa única coisa quando isso tudo não existe junto. Se queres tudo junto, tens de ir para um país em que essa identidade tenha essa expressão única.

    Não é cá. Estás enganado. Nem vai ser nunca. Se não metes isto na cabeça vais andar mal o resto da vida, por tão pouco.

    Vais andar em lutas vãs que são desgastes idiotas e gratuitos.

     
  • At 11 de julho de 2007 às 21:42, Blogger zazie said…

    Depois há uma outra coisa que é absolutamente caricata.

    Nme vou responder ao idiota do Cameira porque dá para perceber que por ái nem vale a pena. Mas vou responder em geral a muitos de v.s quando lhes dão os "papos" de dizer que apoiam a América ou que apoiaram Bush.

    Que anormalidade é que isto quer dizer?

    Em que é que se traduz o aopio de um Tiago que ninguém conhece em Portugal e muito menos na América, ao "dar-lhe apoio"?

    Que é isso? como é que conseguem dar "apoio" a um presidente de outro país? a um país inteiro?

    Como? através de alianças políticas e acordos políticos? são v.s presidentes ou primeiros ministros ou têm qualquer cargo de relevo para poderem encher a boca a dizer que apoaim a América?

    Isto é caricato. Por isso é que até fiz aquele post no gozo. É uma napoleónica, uma mania das grandezas. Porque o máximo que publicamente o Tiago fez foi escrever umas trets numa revista lida por meia-dúzia de pessoas, e cujo efeito na política americana vale menos como uma sessão de macumba.

    Aquilo com que os americanos hão-de lucrar e agredecer o vs. apoio há-de ser da mesma ordem que eu dizer que sempre apoiei e hei-de apoiar até ao final dos tempos os marcianos.

    Isto é de tal modo idiota que só me leva a traduzir por 2 hipóteses:
    1- ou nem se enxergam:
    2- ou ~têm de facto de pagar tributo e escrever umas merdas destas como agit prop. Nesse caso deviam escrevê-las em americano. Que em tuga nem eles vão dar por isso.

     
  • At 11 de julho de 2007 às 21:45, Blogger zazie said…

    Qualquer parvoeira escrita em apoio de povos é uma napoleónica. Qualquer parvoeira escrita em defesa de políticas para as quais não temos voto na matéria, no máximo que se pode traduzir é em propaganda de políticas internas que também usem esse esquema como fantasia ideológica.

    Americanismos e anti-americanismos primários só têm piada se conseguirem passar para o literário, para o poético, para o meramente teórico ou para a sátira.

    Fora isso, ou são fretes, ou são mitomanias de lavagens ao cérebro.

     
  • At 11 de julho de 2007 às 21:48, Blogger zazie said…

    Este comentário foi removido pelo autor.

     
  • At 11 de julho de 2007 às 21:49, Blogger zazie said…

    Olha, por isso é que eu também fiz um post a dizer que apoio o Rudy Giuliani para mayor de Lisboa.

    É no gozo, porque aqueles candidatos só enfiados num cordel para tirinho em barraquinha de feira. Mas é um gozo onde traduzo algumas questões que, essas sim, gostaria de ver por cá quem as defendesse.
    O Giuliani, por exemplo, é uma boa referência que tenho como política citadina e tolerância zero face à pequena marginalidade.

     
  • At 5 de outubro de 2016 às 08:49, Blogger Hua Cai said…

Enviar um comentário
<< Home
 
 
Um blogue de protestantes e católicos.
Já escrito
Arquivos
Links
© 2006 your copyright here