sexta-feira, maio 04, 2007
Pregando aos convertidos que precisam de se reconverter
No dia em que comecei a ler Bultmann vale a pena citá-lo (para os ignorantes passem pela Wikipédia só para entender que o liberalismo teológico que hoje tanto agrada a católicos nasceu naturalmente protestante):

"A mesma fé exige que se a liberte de qualquer visão do mundo concebida pelo espírito humano, seja mitológica ou científica. Porque todas as concepções humanas do mundo objectivam o mundo e ignoram ou eliminam a significação dos encontros que acontecem em nossa existência pessoal."

Quando frequentei o Seminário Teológico Baptista fui ensinado a ter medo de Bultmann. Melhorei um bocadinho e resolvi dar-lhe uma chance (o livro estava barato na Livraria Baptista ali ao Conde Redondo). Não me vai iluminar esta alma conservadora (o Barth já tem o meu coração no que ao século XX diz respeito) mas um alemão, por chato que seja, dá sempre jeito a problematizar um bocadinho. Depois, quando a vida prossegue e uma pessoa tem de fazer o que tem de fazer, nada como o pragmatismo evangélico dos americanos.
Vão e não pequem mais por falta de informação.

Tiago Cavaco
posted by @ 11:58 da tarde  
11 Comments:
  • At 5 de maio de 2007 às 00:49, Blogger mulheres_estejam_caladas said…

    Let the light shine on you brother!

     
  • At 5 de maio de 2007 às 03:00, Blogger cbs said…

    Não foste tu Tiago, que disseste algo parecido com isto, que a teologia católica devia muito aos teólogos alemães protestantes?

     
  • At 5 de maio de 2007 às 11:18, Blogger David Cameira said…

    Kunbaya SENHOR !!!

    O SENHOR marchando está....

    Convite á liberdade

     
  • At 5 de maio de 2007 às 11:27, Blogger Antonius Block said…

    cbs é verdade, especialmente grande parte da teologia do Vaticano II.

    O problema está de que protestantes estamos a falar... O Barth foi fundamental na teologia do século XX, mas o Barth vem de uma confissão com uma tradição exegética altamente desenvolvida e com uma eclesiologia estabelecida ao longo dos séculos por toda a Europa do Norte. Não crê em coisas como a inerrância bíblica, e dialogou profusamente com teológos católicos como o Urs von Balthasar. É aliás curioso notar que o Urs von Balthasar, o Karl Rahner e o Barth vêm todos da mesma zona geográfica da Europa.

    Tentar colar o Barth a uma identidade protestante geral e por conseguinte evangélica em oposição à católica é no mínimo tremendamente far fetched...

     
  • At 5 de maio de 2007 às 12:05, Blogger mulheres_estejam_caladas said…

    Os teólogos alemães são Paulo: inovação, transformação, novidade.
    A telogia conservadora é Pedro: resistente, cautelosa, reformula, reforma, mas não revoluciona.

     
  • At 5 de maio de 2007 às 12:23, Blogger cbs said…

    Obrigado Antonius e Mulheres (de Deus) :)
    a minha ignorancia nesse campo também é vasta, apesar de já ter lido um ou dois livros. e por acaso gostgei do que li no crítico (suponho herético) Eugen Drewermann (Fonctionnaires de Dieu).

    David, deixa-me fazer-te uma pergunta que sempre me afligiu.
    Ké Ké isso de "kumbaya"? é roquenrole angolano? brasileiro?
    :)

     
  • At 5 de maio de 2007 às 13:53, Blogger David Cameira said…

    Cbs,

    " Kumbaya " é " espirituais negros " , assim aquil dos estrvos das plantações d sul profundo dos EUA , área de influenca dos baptistas e demais fundamentalstas

     
  • At 5 de maio de 2007 às 14:33, Blogger cbs said…

    obrigada Dave
    gostei dessa "e demais fundamentalstas" lol

     
  • At 6 de maio de 2007 às 22:06, Blogger Tiago Franco said…

    O seminário a desevoluir.
    Cá eu ganhei a noção do que era um Rudolph Bultmann precisamente numa revista do Seminário Teológico Baptista. De Leiria (era de mil novecentos e sessenta/cinquenta e qualquer coisa).
    Nesse artigo, explicava-se um pouco do pensamento do Bultmann e reconhecia-se-lhe o valor.

    Vão para Sul, amolecem logo.

     
  • At 6 de maio de 2007 às 23:49, Blogger cbs said…

    Bem vindo Tiago F.
    :)

     
  • At 6 de maio de 2007 às 23:50, Blogger cbs said…

    Pró Sul, há calor e mar... é bom

     
Enviar um comentário
<< Home
 
 
Um blogue de protestantes e católicos.
Já escrito
Arquivos
Links
© 2006 your copyright here