terça-feira, março 13, 2007
as delícias do pecado
Ce texte doctrinal, qui reprend les propositions d'un synode (assemblée) des évêques réuni en octobre 2005 sur le thème de "l'eucharistie", réaffirme également l'interdiction pour les catholiques divorcés et remariés d'accéder à la communion, à moins qu'ils ne s'engagent à vivre avec leur nouveau conjoint "comme amis, comme frères et soeurs".

cita o Miguel aí atrás

portanto meus meninos, a partir de agora, dormir em camas separadas e nada de convites pecaminosos

caramba, toda esta ambiguidade e perversão devem ser deliciosas

timshel
posted by @ 5:22 da tarde  
18 Comments:
  • At 13 de março de 2007 às 17:37, Blogger zazie said…

    aahaha

    Que frisson, mon Dieu, que irmandade mais erótica se podia inventar

    Este é o lado mais patusco da moralidade católica. Acho-lhe um piadão. São mestres no requinte do mostra-e-tapa



    ":O))))

     
  • At 14 de março de 2007 às 10:31, Blogger David Cameira said…

    Eu fico espantado com a 2 face oculta " q o Miguel Marujo está a mostrar ao tapar os comentários aos seus posts

    Enfim talvez talvez a pregração do KERIGMA o traga de volta aos bons caminhos

     
  • At 14 de março de 2007 às 11:01, Blogger Miguel Marujo said…

    Não é nenhuma face oculta, caro David. Expliquei-o aqui (e depois disso, por engano, houve dois ou três posts com comentários abertos): http://trentonalingua.blogspot.com/2007/02/reset.html

    Pode sempre enviar-me por e-mail as suas palavras: mmarujo@gmail.com - eu leio as mensagens e postarei eventualmente algumas.

     
  • At 14 de março de 2007 às 13:20, Blogger zazie said…

    Este comentário foi removido pelo autor.

     
  • At 14 de março de 2007 às 13:22, Blogger zazie said…

    ahahaha
    O Trento Na Língua feito pelos leitores do Marujo

    ":O)))

    by the way: ainda estou à espera do famoso mail que nunca chegou, para poder responder.

    Até dei a minha palavra de honra por um mail e afinal não valia a pena.

    Mas pronto. Sempre estreei a honra por tão pouco

     
  • At 14 de março de 2007 às 14:40, Blogger Miguel Marujo said…

    Este comentário foi removido pelo autor.

     
  • At 14 de março de 2007 às 14:41, Blogger Miguel Marujo said…

    Deixe-se de piadas, que ninguém lhe pediu, a conversa era entre mim e o David.
    O e-mail a que se refere foi-lhe enviado por duas vezes para o endereço que disponibiliza no Cocanha (zazienometro@yahoo.com),
    a 4 de Fevereiro:
    Feb 4, 2007 12:07 AM
    subject: comentários
    e de novo a 26 de Fevereiro:
    Date: Feb 26, 2007 4:26 PM
    Subject: Fwd: comentários

    Não responderei mais nenhuma vez por comentário.

     
  • At 14 de março de 2007 às 15:01, Blogger zazie said…

    Pois pode crer que vou de novo confirmar o dito e-mail. Porque nunca dei a minha palavra de honra em vão.

    Se o quisesse apenas mandar à merda, fazia-o nas calmas. O que não gosto é que, à conta dessa facilidade, digam que recebo mails educados e sou tão soberba que nem me digno responder-lhes.

    Vou agora mesmo para o yahoo. Faço fwd que fico à espera. Desta vez não vai haver desculpa para mais imbróglios.
    Além de que os melindres podem desculpar muita coisa e ser-se muito tolerante para não eriçar essas pessoas sensíveis, mas elas que não se aproveitem à conta disso.

     
  • At 14 de março de 2007 às 15:03, Blogger zazie said…

    Qual foi o nome em que me enviou esse mail para eu fazer a busca?

    Já experimentei tudo, e não aparece nada

     
  • At 14 de março de 2007 às 15:25, Blogger zazie said…

    4 de Fevereiro- mail do Luis Carmelo (4.17PM)e do Lord of Morning (11.08 AM)

    26 Fev: 2 comentários do youtube e mais nada

    Spam: apenas porcarias de Março
    ..................

    Peço desculpa ao Tim, que é um amor, e até lhe aproveito para pedir uma infornação dentro do espírito da Quaresma ehehe

    Palavra que há coisas que posso levar para a cova. Uma delas é nunca saber como lidar com este tipo de equívocos.

    Está a ser o segundo caso aqui no mundo virtual.

    O primeiro aconteceu já há bastante tempo mas derivou numa coisa idêntica.

    Nesse caso, foi alguém a quem eu enviei um e-mail, a propósito de algo que conviria dizer mais em privado e que respondeu publicamente, como se nunca tivesse lido o meu e-mail.

    Voltei a enviar o mesmo e-mail, incluindo até para outras caixas, como a do local de trabalho. Nada.

    Não liguei. Até pedi oipinião a outra pessoa que me disse que se passara algo idêntico e que preferia pensar que era engano. Para ficar com uma imagem bonita que achava que não valia a pena estragar.

    Fiz o mesmo e aproveitei uma ocasião da sua vida para o felicitar com ternura verdadeira.

    Reacção: pergunta-me então porque é que eu nunca lhe tinha respondido aos mails que me enviara!

    E eu, que nunca recebi mail algum, perguntei-lhe então, em directo, se não tinha ele recebido os meus a que nunca respondera.

    Nada. Não recebeu, mas diz que respondeu. E eu, que tenho a certeza que enviei para todo o lado e nada recebi, voltei, então a responder.

    Até agora nada. No entanto, quando nos cruzamos na blogosfera, a rábula dos e-mails e da tristeza por eu não lhe ter respondido, ainda continua

    ":O)))

    Só nunca copieir o meu mail na caixa de comentários porque era indelicado. Mas até os eviei em fwd para o blogue- que era colectivo.

    Não faço isto para criar atritos, sinceramente. Apenas porque tenho a mania que é sempre mais saudável as coisas não ficarem embrulhadas e serem claras.

    Agora vou esperar pelo novo fwd. Que raio, o meu mail está a funcionar. Ainda agora o testei de outra conta.

     
  • At 14 de março de 2007 às 15:36, Blogger Miguel Marujo said…

    Eu só uso um nome, na blogosfera e nos e-mails: Miguel Marujo e o meu endereço está disponível em todos os meus blogues e nestes comentários.

     
  • At 14 de março de 2007 às 16:21, Blogger zazie said…

    Bem, não recebi nada. Tenho 119 mensagens no Spam e vou deixar estar para não haver confusão e ir alguma coisa fora.

    Para que também não haja outras confusões, fica esclarecido que o pedido de opinião ao Tim era meramente abstracto, nunca iria meter terceiros em tretas pessoalizadas. E, a única coisa, em termos abstractos, que nunca sei como lidar resume-se apenas a isto:

    É preferível ficar tudo a desconfiar uns dos outros, ainda que, com o pretexto, de não magoar, ou é melhor esclarecerem-se os equívocos, ainda que esse esclarecimento também não traga coisas agradáveis.

    Para mim é simples- sei sempre o que está a mais, o que se deve fazer vista grossa, e o que é correcto esclarecer porque não temo nenhum confronto com verdades.

    Neste caso do dito mail do M.Marujo, a coisa surpreendeu-me em absoluto. Primeiro porque não me recordo absolutamente nada de nenhuma conversa com ele no Cocanha em que teria sido soberba. Até porque, eu tenho muitos defeitos mas, estranhamente, estou convencida que esse da soberba me escapa.

    Depois, porque também não me recordo de algum motivo para crispações de ordem pessoal, uma vez que nem nos conhecemos e apenas tinha debatido ideias aqui no Trento. A única intervenção descabida e inesperada, deu-se no Lutz e nem imagino o que a tenha provocado. Ou antes, há-de ter ficado com coisas atravessadas que não tinham razão para ser, porque eram meros debates de ideias. E eu, na blogosfera, tenho muito mais o hábito de seguir as ideias em causa, que os seus autores. Muitas vezes até respondo a outrem porque o que me chamou a atenção foi a ideia, não foi o nome que vinha na caixinha.
    E é por isto que nem percebo o que o levou a achar que fazia sentido enviar-me um mail. Pessoal. Não esperaria mas, também é verdade, que não encontro nenhum mail enviado seja lá em que dia for.
    Já dei a minha palavra honra por isso. Insistir em tom melodramático seria idiota. Quando o mail chegar, pode o Miguel estar certo que respondo. Nem que seja para dizer- agora chegou.

    ..........

    E não há nada em nome de Miguel Marujo nem chegou nenhuma mail novo, até agora.

     
  • At 14 de março de 2007 às 16:38, Blogger Miguel Marujo said…

    Não há melodramas, há falta de paciência para determinadas coisas. Tinha prometido a mim mesmo, não reagir a mais nenhuma conversa ou interpelação sua. Faço-o porque continua a pôr na minha boca coisas que não disse nem fiz: nunca tive nem nunca disse que tinha tido «nenhuma conversa [consigo] no Cocanha em que teria sido soberba». Apenas disse e repito que lhe enviei o mail para o endereço que disponibiliza no seu blogue, Cocanha, a partir do endereço que uso para comunicar com dezenas de pessoas todos os meses - Miguel Marujo, mmarujo@gmail.com. Já fiz novo reenvio esta tarde, não vou insistir, não vale a pena, até porque o tom continua a ser desagradável. Se não percebe porque lhe enviaria um mail pessoal sobre o que diz ser uma «intervenção descabida e inesperada» (imagino que minha, que a capacidade de autocrítica vai longe), também não o quererá ler. Por mim, acaba de vez este folhetim. Para sempre. E volto ao mutismo a que me impus nos comentários - aos meus posts, pois claro, que eu é que decido, e aos comentários deixados nesta minha casa a insultar-me. Não prolongo mais o que não merece dois minutos sequer.

    PS - Fazia-lhe bem, ler, ajuizar, nos dez conselhos que o timshel aqui publicou e que se apressou a aplaudir. Para não continuar a atirar pedras.

     
  • At 14 de março de 2007 às 17:17, Blogger zazie said…

    Miguel:

    calma aí,calma aí. Até ao momento, não recebi nenhum mail seu! entende?

    Isto é da ordem dos factos. Não estou a dizer que v. não mos enviou, nem que não acabou de enviar novamente. Estou a dizer que não recebi absolutamente nenhum e.mail seu Até agora, enquanto estou a escrever este comentário

    Como não gosto de passar por mentirosa nem, à custa disso, achar que são os outros mentirosos é que estou a insistir para isto ficar esclarecido.

    Aqui fica outra caixa de correio, caso haja a estranha possibilidade de para o yahoo os seus mails não irem:

    zazienometro@gmail.com

    Se para esta também não entrar, dou-lhe outra. Se for preciso dou-lhe a minha morada real; se for preciso combina-se encontro ao vivo, mas não se vai andar para aqui com o diz que diz e afinal não quer dizer.

    Entendido?!

    Fico à espera do mail. E nem comento agora mais nada, para não disfarçar com outras tretas.

    Diz que acabou de me enviar um mail esta tarde. Que já vai no terceiro mail que me envia a que eu não respondo.

    E eu digo a verdade: não recebi nunca nada, até ao momento.

     
  • At 14 de março de 2007 às 17:26, Blogger zazie said…

    OK! carago!

    agora sim! agora tenho lá uma mensagem que foi parar ao spam! tinha 119 e agora estava 120 e a úlitma era sua.

    Agora vou ler. E há-de ter sido isto que estranhamente aconteceu. Foram parar ao spam.

    Vou ler e depois respondo por mail, é claro.

    Até que enfim, caraças. Por muito cretino que seja chatear-se meio mundo com estas merdas, vale a pena as coisas ficarem claras.

    Agora, se o mandar à merda ou não, é secundário. O que não era secundário era a desconfiança e o diz que diz e que não fez

     
  • At 14 de março de 2007 às 17:33, Blogger zazie said…

    O caraças que aquela porcaria encrava no spam mas vou responder. Até já copiei para não se perder. Mas não estou a conseguir fazer reply directo do spam.

    Mas vai, há-de ir, que sou teimosa que nem uma cabra marroquina em cima das árvores

    ":O)))

     
  • At 14 de março de 2007 às 18:22, Blogger zazie said…

    E pronto. Já está respondido. Já seguiu o e.mail.

    Fónix! 2 meses nesta dança. Mas acho que valeu e pena. V. não tinha mentido. Tinha-me realmente enviado um e.mail. Também nunca pensei que estivesse a fazer blague. Mas eu também não respondi porque pura e simplesmente o mail não aparecia. Não foi por desprezo.

    Devem ter ido para o spam. Desta vez estava à coca e apanhei-o.

    Mas olhe que é um tanto tremendo pensar-se que alguém nos despreza um e.mail tão educado e decente como o que me tinha enviado.

     
  • At 25 de abril de 2016 às 04:58, Blogger Xiaozhengm 520 said…

Enviar um comentário
<< Home
 
 
Um blogue de protestantes e católicos.
Já escrito
Arquivos
Links
© 2006 your copyright here