segunda-feira, junho 04, 2007
Consciência ecológica
É preciso dar tanta volta para encontrar uma consciência ecológica na Bíblia?
O Homem é sem dúvida o centro da Criação. Mais nenhuma criatura foi feita “à imagem e semelhança de Deus”. Mas este lugar de destaque não confere só regalias. Traz também responsabilidades. Desde logo o domínio sobre as outras formas de vida (Génesis 1:28 a 30) implica uma espécie de “mordomia”, de gestão dos recursos. Porque o domínio é entregue à Humanidade. Os recursos pertencem a todos. Eu devo usá-los de forma a que estejam disponíveis não só para os vivem comigo nesta geração mas também para as gerações futuras. Depois, e aqui é uma lacuna que eu entendo nos evolucionistas, se eu vir em cada forma de vida um milagre de Deus (o que é a criação senão um milagre?) só posso ter o máximo respeito por ela. Há ainda um terceiro aspecto: a Natureza é uma das formas em que Deus se revela aos homens e mulheres. Cabe na cabeça de algum cristão mutilar parte dessa revelação?

Pedro Leal
posted by @ 11:11 da manhã  
4 Comments:
  • At 4 de junho de 2007 às 13:14, Anonymous forcados_arrependidos said…

    Então bora lá à missa e a seguir à tourada...

     
  • At 5 de junho de 2007 às 11:05, Blogger João Leal said…

    Mas então tudo o resto são 'recursos'? Dá ideia de que a vida e o próprio planeta só foram criados por causa do Homem...é curiosa, essa ideia.E extravagante, também.

    Mas penso que não será isso que estás a dizer. Estarás a referir-te à procuração que Deus deu a Adão, certo? Então percebo. Tudo o que é legitimado pela Palavra não se discute. Sim, sim, a Fé e tudo o mais, bem sei. Ainda bem que já não há quem seja Cristão e ache que a Palavra o legitima a matar o impio, ou a apedrejar a mulher adúltera! Chiça, já viste o que era?

     
  • At 5 de junho de 2007 às 11:56, Anonymous Talibans_em_Cristo said…

    Era perfeitamente normal... com tranquilidade.

     
  • At 5 de junho de 2007 às 12:43, Anonymous Anónimo said…

    João

    Olhando para os primeiros cristãos, incluindo os apóstolos, não vejo nenhum a a proclamar a morte dos ímpios ou o apedrejamento de mulheres adúlteras. E, como sabes, para eles a Palavra era mesmo Palavra de Deus. Isto quer dizer qualquer coisa.

    Pedro Leal

     
Enviar um comentário
<< Home
 
 
Um blogue de protestantes e católicos.
Já escrito
Arquivos
Links
© 2006 your copyright here