quarta-feira, abril 25, 2007
Para equilibrar
Num blogue que anda ansioso por relativismos não podias ter chegado em melhor altura, Nuno.

Tiago Cavaco
posted by @ 7:24 da tarde  
97 Comments:
  • At 25 de abril de 2007 às 19:33, Blogger Nuno Fonseca said…

    Para mim, relativo só há o índice de humidade.

    Também acho que fazia falta um fundamentalismozinho.

     
  • At 25 de abril de 2007 às 22:30, Blogger cbs said…

    :)))
    aqueçam-me com o vosso fervor, o meu frio coração relativista, manos.

     
  • At 26 de abril de 2007 às 00:07, Blogger samuel said…

    Olá Tiago.
    (vê lá o que é que escreves, samuel)

    Relativamente ao tema (espero) ocorreme-me aquela situação em que Pedro simpaticamente mostrava o céu a um crente acabado de chegar, explicando-lhe que as pessoas, desde que possível, estavam reunidas em função dos seus anteriores interesses na Terra, nacionalidade, família, igreja, etc.
    Durante uma parte do percurso, Pedro pediu-lhe que não fizesse barulho. Quando finalmente voltaram a falar normalmente, o crente quis saber a razão do silêncio "obrigatório" naquela zona.
    -Olha. Não custa nada e é simpático da nossa parte. Ali estão as Testemunhas de Jeová e pensam que só eles é que cá estão...

    Sintam-se livres para adaptar esta história (verídica) à denominação ou igreja com que queiram "implicar".

     
  • At 26 de abril de 2007 às 02:14, Blogger Nuno Fonseca said…

    Este comentário foi removido pelo autor.

     
  • At 26 de abril de 2007 às 02:17, Blogger Nuno Fonseca said…

    CBS News:
    O frio é relativo. Também o calor. Não se pode equacionar a quantidade de um sem considerar a porpocionalidade inversa do outro. O que esfria ao mesmo tempo desaquece; o que esquenta, ali desfria. E assim sendo sempre, constitui-se uma verdade absoluta.

    SAMU-look at me I'm an apostate-EL:
    Achei pertinaz a autoridade com que ilustra a relatividade ontológica do mundo: com uma anedota. Admito que desconfiava haver um pouco de Sartre na rábula alentejana ao fim de cada episódio d'Os Malucos do Riso, mas, de hoje em diante, de certo que lerei o anedotário da revista Dica consultando um bom Jacques Derrida para esclarecimento.

     
  • At 26 de abril de 2007 às 09:39, Blogger David Cameira said…

    " Durante uma parte do percurso, Pedro pediu-lhe que não fizesse barulho. Quando finalmente voltaram a falar normalmente, o crente quis saber a razão do silêncio "obrigatório" naquela zona.
    -Olha. Não custa nada e é simpático da nossa parte. Ali estão AS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ e pensam que só eles é que cá estão... "

    É curioso, eu sempre ouvi esta em relação aos baptistas...l

    ol

    Vivendo e aprendendo,lol...

    p. s. - TENHO É UMA OBJEÇÃO TEOLÓGICA AO FACTO DAS tj SEREM AQUI MENCIONADAS: quem nega o FILHO DE DEUS tb não deve ter grande relação com o PAI , logo interrogo-me se desejará passar a eternidade com ambos ?

     
  • At 26 de abril de 2007 às 12:38, Blogger Nuno Fonseca said…

    David:
    Sim, é uma daquelas anedotas [inserir denominação a ultrajar]. Também aprecio aquela, aquela assim:

    'Um judeu não reconhece Jesus como o Messsias.
    Um protestante não reconhece o Papa como representante de Deus na Terra.
    Um baptista não reconhece outro baptista numa casa de alterne'.

    But it's all fun and games. E prova que uma coisa é tolerância, outra é ecumenismo; uma é secularismo, outra relativismo.

    PS: As TJs devem ser mencionadas, pois julgo que o seu sucesso na conversão das massas (já 6 milhões) advém da substimação por parte da cristandade ortodoxa. Quanto à cristologia, elas não negam o a Jesus o título 'Filho de Deus'; contudo, negam tudo o resto: a sua divindade, a ressurreição carnal, a cruz, o ser gerado mas incriado, etc. E só 144,000 herdarão o Reino dos Céus.

    Difícil de relativizar, hem?

     
  • At 26 de abril de 2007 às 13:31, Blogger David Cameira said…

    Nuno,

    De facto as TJ tem - desde logo - essa questão curiosa: se " (... )só 144,000 herdarão o Reino dos Céus. " pq é q elas continuam a bater ás portas ???
    Com tantas tj/s que já moreram, desde logo nos campos de concentração nazis, então a lotação já está cheia com os predestinados e ( quais hiper calvinistas ) eles até ja deviam ter desarmado da barraca do evangelismo por ser dispicienda

    lolll

    Ainda bem que os fundamentalistas nao vao nisso...pelo menos sempre mandam uns missionarios para a lunda e a jamba; Valha-nos isso!

     
  • At 26 de abril de 2007 às 13:37, Blogger samuel said…

    oh! Nuno Fonseca!... que pena!
    não o levaram muuuuuito a sério, como deve ser entre pessoas muuuuito sérias, que não têm dúvidas e raramente brincam e são muito úteis à humanidade exactamente por serem tão sérias e não terem dúvidas e então amuou!
    pois se amuou, vai ter trabalho a dobrar e desamuar...
    ah, e dispenso ficar a saber quais os programas de televisão que vê e os jornais que lê com o pobre do Jacques Derrida para disfarçar.
    a indigência mental é um triste espectáculo, portanto como não é (suponho) o seu caso, não a "agite" como se fosse uma arma.

     
  • At 26 de abril de 2007 às 15:16, Blogger Nuno Fonseca said…

    Este comentário foi removido pelo autor.

     
  • At 26 de abril de 2007 às 15:32, Blogger Nuno Fonseca said…

    David doidivana-amigo:
    As TJs têm duas esperanças: uma celeste e outra terrestre. 144,000 (auto-)ungidos governarão o Reino com Jesus, o teocrata, e Jeová, o Deus; estes, compõem a classe dos 'escravo fiel e discreto' e, por coincidência, neste momento, os restantes escolhidos (cerca de 8,000) todos habitam a Brooklyn, na sede. O 'outro rebanho, ou a 'grande multidão' descrita em Rev7:9, representa os que herdarão a terra paradisíaca, e que correspondem ao todo dos 8,000,000 de TJs que recrutam tantos mais às nossas portas. Contudo, no mesmo cap. do Livro de Revelação, a multidão é descrita como estando 'diante do trono de Deus', que, no início desta estância (Rev4:1), é-nos descrito como estando no Céu, e, mais adiante, sendo servido por estes naquele templo celeste (Rev7:15). Logo, temos uma grave falha doutrinária que levou à desassaciação dum dos membros do Corpo Governante e ex-Vice-Presidente, Raymond Franz, e de milhares de TJs ungidas e terrestres. Ainda hoje esta gafe não foi resolvida, como vim a atestar.

    Interessante o como o 144,000 é tido como literal, mas o facto desse grupo ser descrito como sendo composto de judeus virgens é simbólico.

    A unção dum elite para o Céu, parece-me indigna de Deus. A menos que fosse composta de calvinistas/fundamentalistas como eu.
    ----------------------------------

    SAMU-man of the hour-EL:
    Apenas queria comentar num blogue, criticando um aspecto do evangelicalismo em Portugal, que demonstra apatia na pregação. Mas assim que percebi que o Samuel não se tratava dum concrente dúbio em busca de alumiação espiritual, mas alguém sequioso de atenção, desisti de imediato de tê-lo como exemplo de discípulo extraviado. Em todo o caso, quando precisar dum exemplo de agnóstico inflado de si mesmo que não cabe na medida do seu cinto de tanta presunção, tê-lo-ei em conta.

    Agora lembre-se que não o censuro enquanto pessoa, apenas as suas acções é que me fazem asco. Há que seguir o exemplo de Jesus e odiar o pecado, amando o pecador.

    Muito agape, Samuel.
    E um bom Provérbios 9:8.

     
  • At 26 de abril de 2007 às 15:46, Blogger Nuno Fonseca said…

    Este comentário foi removido pelo autor.

     
  • At 26 de abril de 2007 às 15:49, Blogger Nuno Fonseca said…

    E quando digo que não o julgo pessoalmente nem faço juízo de valores, quero dizer que não apequenarei a sua estatura física ou moral (tosse). Nem a pessoa amorosa e digna que Deus fez à sua imagem. Como trazê-la ao de cima? Espero saber.

    Contudo, quando me acusam de não ser sério, descontrolo-me ao ponto de lhe querer bater com o dildó da minha 'amiga' snifante de coca, e de usar a minha seringa infecta de HIV e gonorreia como arma. Respeito, primo. Sou do bairro. Tenho abdominais. E chapinhas.

    Agora, deixe-me estar enquanto vejo a Floribella e comparo-a ao utopismo social pós-estalinista de Foucault.

    Mai' nada, bói.

    Paz de Deus. Senão...

     
  • At 26 de abril de 2007 às 19:13, Blogger samuel said…

    Caro Nuno FON-ó p'ra mim a fazer uma triste figura e a ser basicamente uma ganda-SECA
    Bóóóóóóring!

     
  • At 26 de abril de 2007 às 19:58, Blogger zazie said…

    AAAAH!

    mas isto está delicioso!
    Olhem só o mundo teórico, religioso, poético, especulativo e derridaniano que eu desconhecia.

    Palavra! não estou a gozar. É uma experiência nova- melhor que experimentar mergulho sub-aquático
    Não sabia que isto existia.
    “:O?
    Vou ficar atenta.
    ..........

    Acho que deviam convidar o Samuel para o lugar da ovelha que se pirou do rebanho.

    A sério. O Samuel é bacano e bem mais importante para debate que perder tempo com darwinistas e ateus militantes.

    É nestes interstícios que a religião se "joga".

     
  • At 26 de abril de 2007 às 22:00, Blogger Nuno Fonseca said…

    Este comentário foi removido pelo autor.

     
  • At 26 de abril de 2007 às 22:32, Blogger Nuno Fonseca said…

    Este comentário foi removido pelo autor.

     
  • At 26 de abril de 2007 às 22:50, Blogger Nuno Fonseca said…

    Nesse caso, Samuel, venci-te no teu próprio território.

     
  • At 27 de abril de 2007 às 00:18, Blogger samuel said…

    Só se foi com os textos dos 2 comentários que foram removidos pelo autor...
    Suponho que fossem assim género forte, decidido e final, como você com a escolha das igrejas(estou a brincar, não se ofenda, pela saúde da Santa Casa da Misericórdia). Pena que não deu para os ler e perceber por que raio fui assim ser vencido, ainda por cima no meu território.
    Mas olhe, já que fui deixo-me estar que estou sentado e não se está nada mal, você fica um pouco mais feliz e sei lá...
    olhe, agape p'ra sim também.

     
  • At 27 de abril de 2007 às 12:12, Blogger zazie said…

    abusaque que só faz bem, ó Samuel. Se os melros católicos não renovam as hostes humorísticas, ainda os protestantes metem golo, à custa do interrail de ovelhas negras

     
  • At 27 de abril de 2007 às 13:47, Blogger Nuno Fonseca said…

    Quem me dera voltar ao antigo Israel, onde um eleito de Deus podia arrear um samuel, prostrá-lo junto ao muro da cidade e apedrejá-lo até que esse não mais tremelicasse. A sério. Salvar-se-ia uma alma, eliminando um corpo.

     
  • At 27 de abril de 2007 às 14:50, Blogger CC said…

    Olha! Um protestante a defender o Santo Ofício.

     
  • At 27 de abril de 2007 às 15:17, Blogger David Cameira said…

    Este comentário foi removido pelo autor.

     
  • At 27 de abril de 2007 às 15:18, Blogger cbs said…

    Curioso é que em teoria isto era para acertar contas entre católicos e protestantes.

    Mas depois de umas cabeçadas entre católicos, temos agora porrada entre protestantes... valha-vos Deus, não há nexessidade :)

     
  • At 27 de abril de 2007 às 15:20, Blogger cbs said…

    Da maneira que o mundo anda, hoje cabiam todos em Roma.
    Já pensaram nisso irmãos? até dava jeito a todos.

     
  • At 27 de abril de 2007 às 15:21, Blogger David Cameira said…

    Cbs,

    O Samuel não é protestante é ex- assembleiano ( portanto ex- evangélico ) e vai um fosso tão ou mais intransponivel entre o liberalismo protestante e o fundamentalismo evangélico do q o q vai entre os 2ºs e os católicos.

    Depois os protestantes tb tiveram a " sua " INQUISIÇÃO com a qual massacraram centenas de anabaptistas por exemplo

     
  • At 27 de abril de 2007 às 16:10, Blogger Tiago Cavaco said…

    Este comentário foi removido pelo autor.

     
  • At 27 de abril de 2007 às 16:13, Blogger cbs said…

    "O Samuel não é protestante é ex- assembleiano"

    Ó David, lol
    Per me c'è solo Roma.
    tudo o que tá para lá dos muros de Roma, é mundo bárbaro.

     
  • At 27 de abril de 2007 às 16:35, Blogger zazie said…

    "tudo o que tá para lá dos muros de Roma, é mundo bárbaro.


    ahahhahahahahaha

    Este Trento perdeu o tento na língua e está a ficar uma loucra de blogue humorístico

    ":O))))))

     
  • At 27 de abril de 2007 às 20:03, Blogger samuel said…

    Caro Nuno Fonseca

    É "lapidar"!
    Esse seu agape ou amor, ou o que quiser, tem chicotes, máscaras de latex e roupas justas de cabedal a mais para o meu gosto.
    Vá procurar a sua turma e façam muito agape, mas lá entre vós e deixem-me fora disso.
    OK?
    BYE!

     
  • At 27 de abril de 2007 às 20:17, Blogger zazie said…

    conta lá, samuel, conta lá que estou em pulgas. Se quiseres vai ao Cocanha, ao post da Francisca manicure, e passa-me os detalhes mais sórdidos

    ":O)))

     
  • At 27 de abril de 2007 às 20:19, Blogger zazie said…

    Há mundo nas micro-religiões que eu desconheço.

    Mas desconfio... ai desconfio, pois.

     
  • At 27 de abril de 2007 às 21:02, Blogger Patrícia said…

    Nuno, já que o samuel não quer, pode dar com o chicote a uma Ateia? obrigada

     
  • At 27 de abril de 2007 às 21:17, Blogger zazie said…

    e agora temos ninfo sado-maso

    ahhahaha

    Se a PJ sabe ainda vai tudo de cana

     
  • At 27 de abril de 2007 às 21:20, Blogger zazie said…

    Este comentário foi removido pelo autor.

     
  • At 27 de abril de 2007 às 21:21, Blogger zazie said…

    Isto está a ficar goliárdico. E o mais giro é que fazem parte dos puristas que se enxofram todos só por causa de uma BD ou nosso senhor pintado no tecto da Sistina

     
  • At 27 de abril de 2007 às 22:13, Blogger samuel said…

    As várias incursões que ao longo dos anos tenho feito ao meu longínquo passado, só pela curiosidade de ver como as coisas têm ou não evoluido, mostram-me sempre fundamentalmente duas coisas:
    1- há sempre algumas pessoas, como no meu tempo, verdadeiramente sinceras e doces, que vão habitando o universo das várias igrejas.
    2- há sempre algumas pessoas (muito mais que as outras), então como hoje, que são a prova viva de que do "alto" dos meus quinze anos fiz muitíssimo bem em me pôr a milhas daquela gente.
    E não vale a pena virem dizer que as pessoas não são tudo o que há nas igrejas, pois eu acho que são. São mesmo a ÚNICA coisa que há nas igrejas, já que no resto, eu lamento muito mas não acredito.
    Mas mesmo não acreditando gosto sempre de uma boa conversa sobre o assunto...
    Quem sabe, um dia não deparo com alguém que me pespega com um argumento verdadeiramente convincente, original, assim do género que eu nunca tenha ouvido...

     
  • At 27 de abril de 2007 às 22:37, Blogger samuel said…

    Este comentário foi removido pelo autor.

     
  • At 27 de abril de 2007 às 22:37, Blogger zazie said…

    Este comentário foi removido pelo autor.

     
  • At 27 de abril de 2007 às 22:46, Blogger samuel said…

    Cara Zazie
    Sobre a possibilidade potencialmente sumarenta de eu ter inside information sobre apetites carnais, festanças e seus derivados, lamento não poder ajudar.
    Os nossos Ted Haggard, ou não existem (humm!...), ou são extremamente discretos.
    Haverá certamente um ou dois monitores de Escolas Dominicais que embora não tendo recebido "formação profissional" na Igreja Católica, digamos, de Boston, tal como todos nós, os ímpios, não são santos.
    É a vida...
    ...afinal o Nuno Fonseca conseguiu toldar um pouco a minha costumada e naturalmente luminosa boa disposição.
    Que castigo virá agora por ai? Talvez me despenteiem...
    Resumindo, se souber, conto.

    P.S. O comentário apagado antes deste, foi apagado por mim, apenas porque quis alterar umas frases, só isso! Agora se foi para melhor...

     
  • At 27 de abril de 2007 às 22:46, Blogger Nuno Fonseca said…

    SAMU-seria uma mina de ouro p/ Freud-EL: não me lembro de mencionar chicotes, nem latex, nem cabedal justo, o que diz muito sobre o seu imaginário. Mas recuso a oferta, obrigado. Diga-me, foi para ter dessas práticas que saiu de sob a lei de Deus, ou foi apenas a relação filho-pai fracassada?

     
  • At 27 de abril de 2007 às 22:58, Blogger zazie said…

    eheheh

    Continuem... o Tiago é que desta vez é capaz de se escafandrar

    ahahh

    e lá se perde a credibilidade para a defesa da pena-de-morte no sapatinho natalicio e as vrtudesdo carcanhol e do Bush

     
  • At 27 de abril de 2007 às 23:00, Blogger zazie said…

    Ted Haggard? mas isso +e tuga? há cá religião com esse nome que mais parece de gelado?

     
  • At 27 de abril de 2007 às 23:01, Blogger samuel said…

    "Se não ficarem crentes em paz com Deus, dão nuns revoltados contra Ele"

    Devo admitir que já vi casos desses.
    Quanto a mim, aquilo a que os crente, muito justamente chamam "Ele", não faz parte das minhas revoltas. Parece-me que parti para um pouco mais longe. Só que a dizer coisas destas vou fazer algumas (poucas) pessoas ficarem magoadas, o que é pena, e as outras todas à procura das pedras e das sempre tão gentis maldições e castigos divinos.
    Acho que desde que me pirei do rebanho ainda só não fui mordido pelo cão do pastor. De resto, já encaixei pragas suficientes para fazer os egípcios escangalharem-se a rir com aquela "amostra" a que tiveram direito.

     
  • At 27 de abril de 2007 às 23:01, Blogger zazie said…

    e porque é que os católicos dominicais têm de ser importados de Boston?

     
  • At 27 de abril de 2007 às 23:03, Blogger Nuno Fonseca said…

    Ou antes, sejamos sérios.
    Vejo que o Samuel não tem blogue, apesar de não poupar os de alheios aos seus desaforos.

    Tem-se demonstrado ávido de atenção. Mas agora que tem destabilizado as conversações e sequência das postagens de tanta gente, diga-me, tem de facto algo a dizer?

    Observei todas as suas antíteses e contra-argumentos, mas haverá da sua parte alguma tese a argumentar?

    Ou prefere criticar outrem a uma distância segura, sabendo que não há blogue onde lhe possam refutá-lo ou mostrar-lhe a mesma falta de respeito? Penso que a tal pessoa se chama 'covarde'. Ou será 'cobarde'?

    Não: pior. É Samuel.

    Faça-se homem, ok? Arranje um emprego, um hobbie, uma namorada, mas não interfira com discussões saudáveis de espiritualidades e espirituosidades.

    Não temos culpa da sua vida infeliz e nem temos a obrigação de lhe mostrar agape a quem nem sabe o que é isso (Mt7:6).

    E, pessoalmente, deixa que lhe diga para parar de culpar quem quer que seja que o desiludiu emocionalmente pela sua perda de fé. Se se mostra assim, nunca a teve de todo.

    A menos que me prove o contrário.

    Tough love.

     
  • At 27 de abril de 2007 às 23:04, Blogger zazie said…

    Este comentário foi removido pelo autor.

     
  • At 27 de abril de 2007 às 23:05, Blogger zazie said…

    Este comentário foi removido pelo autor.

     
  • At 27 de abril de 2007 às 23:08, Blogger zazie said…

    Este comentário foi removido pelo autor.

     
  • At 27 de abril de 2007 às 23:15, Blogger samuel said…

    Caro Nuno FON-tirem-me deste filme classe B que já está a ficar uma-SECA

    Não se lembra de ter mencionado nada relacionado com sadismo (as ferramentas não interessam para o caso), faz você muito bem.
    Eu também não me lembro de lhe ter dado confiança para me lapidar extremamente e dizer coisas simpáticas como "descontrolo-me ao ponto de lhe querer bater com o dildó da minha 'amiga' snifante de coca, e de usar a minha seringa infecta de HIV e gonorreia como arma. Respeito, primo. Sou do bairro. Tenho abdominais. E chapinhas.". Não me lembro mas infelizmente, se calhar dei...
    E prontos. É assim. Ou sofremos assaz de alzheimer ou somos duas almas gémeas que "gostam de dizer coisas"

     
  • At 27 de abril de 2007 às 23:22, Blogger samuel said…

    "Ou antes, sejamos sérios.
    Vejo que o Samuel não tem blogue"

    Deus lhe conserve essa vista!

     
  • At 27 de abril de 2007 às 23:23, Blogger Nuno Fonseca said…

    Samuel, pela última vez, qual o propósito dos seus comentários?

     
  • At 27 de abril de 2007 às 23:27, Blogger samuel said…

    "Penso que a tal pessoa se chama 'covarde'. Ou será 'cobarde'?
    Não: pior. É Samuel."

    Quém Nuno?
    A minha singela pessoa, o profeta, o nosso jovem rapper ou o ex-jogador do Benfica?
    Tem que aprender a ser ordinário de uma maneira mais clara.

     
  • At 27 de abril de 2007 às 23:33, Blogger samuel said…

    Já vi que não entende o prpósito dos meus comentários.
    Penso que a tal pessoa se chama estúspido ou será estúpido.

    Não: pior. É Nuno.

    Isto é extraordinário! Onde é que eu vou buscar estes "argumentos" tão...sei lá... bons?!

     
  • At 28 de abril de 2007 às 00:21, Blogger Nuno Fonseca said…

    Este comentário foi removido pelo autor.

     
  • At 28 de abril de 2007 às 00:33, Blogger Nuno Fonseca said…

    É Nuno, sim. Um que se tem feito de 'estúpido' e 'estúspido' e dado a benefício da dúvida a alguém que nem merece a minha consideração.

    O Samuel começou por comentar no Pranto e Ranger de Dentes, um blog do Tiago Cavaco, na maior parte de vezes nem intentando abordar o post original. Queixava-se duma infância difícil na sua congregação e uma relação complicada com o seu pai, um pastor. Por muito que eu e outros bloggers e comentadores lhe mostrassem simpatia e compreensão pela angústia pessoal que, aparentemente, parecia autêntica e legítima, e após o convite pessoal de muitos em acolhê-lo carinhosamente de novo à família cristã, este indivíduo não mais mostrou que presunção e desdém pelos que ainda se mostram fiéis, frequentemente injuriando a pessoa do autor e não só.

    Ao encetar a sua participação neste blogue, comecei por ser desportivo para com ele. Alinhando nos seus cinismos e ironias, esperando uma culminação, um propósito, após tanta ofensa pessoal, feita com a frequência obcessiva que os leitores do Trento na Língua têm testemunhado. Tal não aconteceu.

    Samuel apenas esfomeia por disputa pessoal e implora companhia para as suas infantilidades, que se perlongariam ad aeternum, se lho permitíssemos.

    Quanto a mim, não lhe darei esse prazer.
    Todos os comentários do Samuel, feitos em posts meus ou, se comentados em alheios me referirem directa ou subliminalmente, serão eliminados.

    Poderão concordar ou discordar da minha tomada de decisão. Uns, dirão que é essencial a liberdade de expressão. Sem dúvida: mas a liberdade minha acaba onde a do outro começa, e vice-versa. Livre também sou de não escutar tais difamações. Ademais, muitos mais blogs haverá onde esse indivíduo possa aliviar as suas frustrações íntimas, embora, em todo o caso, me entristeça que este nem se queira ajudado, e perfira carpir incessantemente sem quê, e, enfim, persistir em roer essa afta, aprazido no seu hábito masoquista.

    Desejo o melhor para o Samuel, caso ele deseje sinceramente deixar os seus remorsos e rancores para o dia de ontem e, enfim, libertar-se do que o apoquenta, mas sem que o faça em detrimento de outros, espero.

    Aqui discute-se sobre Deus livremente, mas -- haja senso -- ainda se discute sobre Deus. Algo nesta vida deve permanecer sagrado.

    Vim aqui para crescer espiritualmente através deste novo meio entre os vossos espíritos, católicos ou evangélicos, mas, sobretudo, cristãos. E jamais porei a minha cristandade em risco, dobrando ao nível do que é suíno e canino, que não se faz merecer de pérolas nem, muito menos, do que é santo.

    Porque 'Não vos enganeis: as más conversações corrompem os bons costumes'(1Co15:33).
    Porque 'O que anda com os sábios ficará sábio, mas o companheiro dos estúpidos será afligido'(Pro13:20).

    E porque este estúpido, este estúspido, este Nuno, já se cansou de se fazer passar por tal, quando movido por piedade e pena.

    Paz de Deus a todos.
    E que o Senhor te ajude, amigo.

     
  • At 28 de abril de 2007 às 18:28, Blogger zazie said…

    Olha Samuel,

    Eu não tenho nada a ver com a história mas disseste aí uma coisa que acho importante que se fale.

    A dos traumas de infância descobertos por bola de cristal e psicanalizados na praça pública por qualquer merdas que se acha com dom para isso.

    Palavra. Ainda agora a questão foi aflorada no blogue do Tim (ainda que não tenha a menor comparação com isso. E o próprio Tim reconheceu ser um dos piores insultos que ele conhece. No caso até era menos- apenas o culpar alguém pela infância que teve. Neste caso é pior, inventar a desvendagem dessa imaginária infância para o culpar pelo que é ou pensa, ou critica.

    Eu não li nenhuma confissão pública tua acerca de problemas de infância com o teu pai e família.

    Mas li o Tiago Cavaco a dizer que era isso que explicava o teu problema com luxos e moradias e demasiados bens terrenos ganhos pela proselitismo do bom deus protestante.

    Isso li. E se tu nunca contaste nada, então tens todo o meu apoio para chamar miserável a quem propagou esse boato.

    Espero que este comentário não seja apagado. Por via das dúvidas já o copiei.

     
  • At 28 de abril de 2007 às 23:00, Blogger zazie said…

    olha aí, ó torquemadita multi-usos, tu apagas a explicação do samuel (que não continha qualquer insulto, mas não te atrevas a apagar o meu comentário.

    Não é por nada. Pode haver tótós que tenham fundado este blogue e aceitem que tu vás aos postes deles apagar o que bem te apetece, mas eu não sou tótó, ainda que não tenha qualquer direito neste blogue.

    É um facto que me podem apagar o que bem lhes apatecer. Mas não gostava que fosse por este motivo.

    Chateava-me mesmo. Percebes, ó Nuno, eu até te acho bacano, mas aguenta os cavalos

     
  • At 28 de abril de 2007 às 23:06, Blogger Nuno Fonseca said…

    Este comentário foi removido pelo autor.

     
  • At 28 de abril de 2007 às 23:10, Blogger Nuno Fonseca said…

    http://prantoerangerdedentes.blogspot.com/2007/04/explicando-me.html

     
  • At 28 de abril de 2007 às 23:32, Blogger zazie said…

    Foi correcto teres deixado esse link. Prova que o Samuel tem toda a razão para chamar miserável a quem anda para aí a lançar o boato de que ele sofreu de problemas familiares e por isso é que "é assim".

    Se foi apenas isso que disse, e eu também nunca tinha econtrado nada, então é mesmo sujeira.

    E nem digo que é tua. Tu limitaste-te a dizer o que foi dito noutros postes pelo Tiago. Esse é que é dono da bola de cristal, o psico-protestante que arruma traumas de infância impertinentes.

    Não tenho qualquer interesse na história mas estamos na blogosfera e boatos e calúnias devem levar tratamento adequado quando aparecem

     
  • At 28 de abril de 2007 às 23:36, Blogger zazie said…

    Para que não haja enganos. O Samuel não chamou miserável a ninguém. A qualificação é minha.

    O Samuel deixou apenas uma simpática despedida que foi apagada. Esta:

     Bye, bye, Nuno.
    Encontramo-nos no céu.
    Sempre quero ver a sua cara aparvalhada de surpresa...
    (longe vá o agoiro!)

    Quanto aor restantes senhores e senhoras, amistosos ou nem por isso, despeço-me com amizade. Desde a chegada do senhor de quem eu não mereço sequer a consideração, a coisa perdeu a piada.
    Os patetas mais papistas que o papa ou o seu equivalente em protestante, são seres durante um bocado ilariantes mas a seguir tornam-se insuportáveis.
    Mesmo assim gostava de saber onde é que a "luminária" me ouviu a queixar da imfância ou da família. Estou farto de lembrar as boas recordações, de dizer que era um miúdo no essencial, feliz, lembrar pessoas de quem tenho grandes saudades, mas nada!
    O grande (e recém chegado) defensor do templo, decidiu que o que eu tenho são traumas de infância e casos mal resolvidos com o pai. É assim como que uma espécie de Freud de barbearia de bairro.
    Oh, criatura! O meu "problema", a que eu gosto de chamar de golpe de sorte, foi abandonar a religião. Toda e qualquer religião. Nem me dei ao trabalho de andar a provar uma por mês como o Nuno... bati mesmo com a porta. Não fora isso e ainda hoje tinha que conviver com gente da sua craveira.
    Depois disso tenho uma grande dificuldade em mostrar respeito por algo que, estou convicto que não existe. Dependendo das pessoas com que troco impressões, estou normalmente disposto a não fazer disso cavalo de batalha, não por passar a acreditar um bocadinho, mas para não magoar ninguém.
    Já com os Torquemadas católicos, protestantes, evangélicos, ou como você, que é uma espécie de salada de tudo, perco completamente o interesse.
    A única curiosidade, mesmo a única, é a de vislumbrar o que é que pessoas como você estão a tentar esconder. As gritarias homofóbicas, xenófobas, racistas ou de fanatismo religioso, deixam-me sempre com a "pulga atrás da orelha".
    O próprio Torquemada, tinha ascendência judaica...

    Deixo-vos pois por tempo indeterminado e para grande alívio do espírito cristão, de concórdia e amor que reina neste blog, também com uma citação:
    "O que anda com pessoas no essencial, normais, será abençoado. Quém dá conversa a um energúmeno deve parar e ir à sua (feliz) vida! (Samuel 14:14)

     
  • At 28 de abril de 2007 às 23:45, Blogger Nuno Fonseca said…

    Este comentário foi removido pelo autor.

     
  • At 28 de abril de 2007 às 23:50, Blogger Nuno Fonseca said…

    O linque serviu para demonstrar onde essa informação me surgiu pela primeira vez, e foi pelo Samuel.

    Só muito mais tarde é que o Tiago a referiu. E discordo sobre o que dizes sobre ele.

    Quanto a mim, um homem impecável. E exemplar a muitos.

    Viremos a página.

    Como Séneca disse: 'O remédio para a ira é a espera'.

     
  • At 29 de abril de 2007 às 00:01, Blogger Nuno Fonseca said…

    Zazie, não me apraz fazê-lo, acredita.

    Pedi ao Tiago que alunasse os comentários do Samuel feitos a mim, porque sei que nos passados não foram senão ofensas pessoais gratuitas, às quais me desagradam as minhas próprias respostas. E embora certo esteja que nada mais criticarei ao comentador em questão, nada me garante, porém, que este cesse de o fazer tão cedo a mim. Daí a minha decisão.

    Pessoalmente, digo que o Tiago tem mais paciência e longanimidade para lidar com este tipo de escrutínio. E muitos bloggers são capazes de perservar os comentários mais reles e desnecessários que pode conceber. Mas, por limitação própria, não sou capaz de tal distanciamento emocional. Os que me conhecem, sabem que perco por ter os punhos à frente do coração e o coração à frente da mente. Uma das razões pela que me acheguei a Deus, em primeira instância, foi para anestesiar o meu temperamento demasiado sanguíneo e irascível. E tenho somado muitas vitórias neste sentido. Mas tantas mais me faltam. Um dia haverá em que poderei ouvir dizer que faço uma 'figura triste' e que sou 'estúpido' e 'miserável' e um 'merdas' e não me irar contra o injuriador, dando a outra face. Mas por ora, sinto que devo, onde e quando puder, evitar o conflito, para que não me exacerbe de forma a que me venha a arrepender mais tarde:

    'O prudente prevê a calamidade, e esconde-se; mas os incautos seguem e acabam afligidos.'(Pro22:3).

    Espero poder receber os comentários do Samuel o mais cedo possível, após ambos os nossos ânimos se mitigarem e relembrarmos que se trata de apenas um blogue, este em que nos socializamos.

    Paz de Deus.
    Votos de dias melhores para todos nós.

     
  • At 29 de abril de 2007 às 00:25, Blogger zazie said…

    O que eu curto em ti é a linguagem. Alunasse os comentários é uma expressão deliciosa.

    O resto não me diz respeito. Se queres falar da liberdade na blogosfera, então conversamos no Cocanha, parece-me mais correcto. Porque não me moveu qualquer questão pessoal, apenas uma "regra" de liberdade num dos últimos baluartes de liberdade que é a blogosfera. Eu ando por cá desde o início- melhor, ainda antes, e sempre que vejo pretextinhos pequeninos de melindres e umbiguinhos a usar do lápis azul, fico incomodada.

    As tuas razões são tuas. A única coisa que convinha mostrar é que só por absoluta má-fé e abuso é que alguém vai fazer psicanálise religiosa ao Samuel à custa daquela frase.

    A isso chamei e volto a chamar- miserável.

    Não vale tudo para defendermos a religião. E olha que eu bato-me se calhar ainda mais por ela que v.s

    V.s batem-se por crenças, a nível pequenino, das v.s igrejinhas. Eu bato-me pela preservação da religião na sociedade. Como algo muito mais vasto, muito mais abrangente e com consequências de liberade que nem se notam no mundo fechadinho das castazinhas de cada uma.

    Por isso é que me incomoda ver depois que são v.s que dão razões mais que suficentes para os ateuzinhos andarem para aí em fúrias laicizantes como nunca andaram.

     
  • At 29 de abril de 2007 às 00:27, Blogger zazie said…

    É daquelas coisas, se eu me deixasse levar por isso e andasse a pensar a fé à custa de quem fala em nome de Deus, então também era capaz de me passar para a barricada oposta.

    Há questões de liberdade que são baluartes que nenhuma igreja devia tocar. Sob pena de se estar a matar a si própria.

     
  • At 29 de abril de 2007 às 00:42, Blogger zazie said…

    E mesmo para terminar: tu não me conheces mas explico-te já. Nunca fulanizo nada e não gosto que deturpem um comentário a uma posição com um comentário acerca da bondade ou maldade ou características várias de uma pessoa. Não há pessoas nas críticas, existem apenas questões.

    Que, neste caso, têm o nome de atitudes miseráveis. Porque o uso da explicação psicanalítica sobre outrem é uma das maiores prepotências que pode existir.
    Só é permitida a um médico a quem alguém, de livre vontade, aceite ajuda.

    Agora sem ser médico e sem ter sequer qualquer facto, achar-se que se tem a alma de outrem na mão e com isso se arruma a pessoa, é acto indigno.

    Se foi praticado por uma excelente pessoa, ainda bem. Pode não o voltar a fazer com a maior das facilidades.

     
  • At 29 de abril de 2007 às 01:18, Blogger Nuno Fonseca said…

    Não-obstante tudo isto, ainda penso que vale a pena responder a todas as inquirições dos nossos comentadores.

    Se ofendi ao Samuel e se outros se sentiram idignados por ele, peço as mais sinceras desculpas, de novo. Mas daí a se julgar que se tentou um diagnóstico psicanalista, vai pior má-fé. Porque mais que esperar que linques sejam cedidos para se justificar uma impressão, há que julgar a questão imparcialmente e só dando um parecer após a pesquisa estar completa. E aí, sim, temos Bona Fide.

    Após perdões dados e re-dados, penso que, sob senso-comum, podemos prosseguir, a menos que haja gosto em disputas pessoais.

    I rest my case.

     
  • At 29 de abril de 2007 às 01:41, Blogger Nuno Fonseca said…

    'Quem pontapeia todo o cão que lhe afronta o caminho, cedo não chega a lado nenhum'.
    --certo teólogo americano.

    Adiante.

     
  • At 29 de abril de 2007 às 02:57, Blogger zazie said…

    ò rapaz. Põe ponto final e deixa-te de teimosias que eu ainda sou mais teimosa que tu.

    Houve psicanálise barata e já a tinha lido no Pranto e Ranger dos Dentes muito antes de tu a papagueares aqui.

    Não foi novidade nenhuma.
    E isso é mesmo uma grande foleirice. Mesmo que ele se tivesse queixado de más relações familiares já era foleirice aproveitar a confissão para dizer o que se disse e o que disseste aqui.

    Mas ele não disse nada disso. Muito pelo contrário. Disse que se deu mal com os tais protestantes ou evangélicos, essa história, que conheceu dado o pai ter sido pastor em vários locais! isto não é dizer que teve problemas edipianos mal resolvidos com o pai.
    E mais, quando apareceu por lá uma avozinha a dizer para ele experimentar a igreja dela, ele respondeu que a voltar a alguma era áquelas que conheceu quando era miúdo e deu o nome de pastores dos quais aínda tinha saudades e boas memórias.

    Esta é a verdade. E deturpar isto para branquear a psicanálise barata que lhe fizeram é mentir com todos os dentes.

    É pá, e eu não estou com moralismos à custa disto, apenas me chateou voltares à carga para quereres ficar por cima e ainda mentires mais.
    .........

    Quanto ao resto, de reagires emotivamente é outra coisa e por isso até será realmente mais razoável não aceitares os comentários dele. Não vale a pena querer dar outra face quando nem se consegue aceitar a verdade da história.

    Não há azar em dizer que ele é passado ou chato ou que quer embicar por cenas mal resolvidas. Mas pode haver azar se inventamos explicações demasiado íntimas para elas. Principalmente por se dizer que são problemas de infância.

    Isso é lixado. É estar-se mesmo a dizer que se consegiu entrar no cérebro de alguém e descobrir por lá os segredos todos e depois catalogá-los em coisas chatas, em doenças.

     
  • At 29 de abril de 2007 às 03:07, Blogger zazie said…

    E se achas que ainda é preciso fazer pesquisas de linkes até à saturação, para desligares, então a coisa é pior. E chamares má-fé ao que eu disse ou vires já com merdas de que se respondesse era entrar no pessoal, ainda pior.

    Achas-me com ar de ovelhinha a balir para ficar já cheia de medo?

    hããã?
    ":OP

     
  • At 29 de abril de 2007 às 03:20, Blogger zazie said…

    Este comentário foi removido pelo autor.

     
  • At 29 de abril de 2007 às 03:22, Blogger zazie said…

    Este comentário foi removido pelo autor.

     
  • At 29 de abril de 2007 às 03:25, Blogger zazie said…

    O problema não são as bocas do dar com o dildo da namorada ou os latexes ou as bocas a sexuais ou gayzices nem nada disso.

    Isso não tem azar algum. Nem acho que se deve censurar essas bocas, com medo de ser catalogado em qualquer dessas trampas das fobias.

    O problema é a psicanálise de bola de cristal, que diz que é isso tudo ou que todos os "problemas que tem" derivam de ter sido vítima na infância.

    Porque, então, o que se está a dizer é que há-de carregar essa culpa de ter sido vítima. Sem possibilidade de voltar atrás e ter uma infância sem problemas.

    Pensar-se isto, sem se ser médico para ajudar alguém e espalhar em local público é mesmo uma grande merda.

    Mais grave, porque o rapaz nunca disse nada que vos permitisse tal abuso.

     
  • At 29 de abril de 2007 às 11:36, Blogger CC said…

    Devo lembrar ao sr. Nuno Fonseca que, logo no seu segundo post, chamou "pagãos sincréticos" aos seus companheiros (católicos) deste blogue.
    E, como constatou, nenhum de nós se lembrou de pedir para "anular" o seu post.
    É que, ao contrário do que diz o cliché salazarista dos que temem a liberdade, a liberdade dos outros não acaba onde começa a nossa. Elas misturam-se. Quanto mais liberdade tem o outro, maior é a minha. E, se pensa o contrário quando lhe dá jeito, só dá razão ao maior português de todos os tempos, que restringia a liberdade religiosa de quem ameaçava a "liberdade" dos católicos.

     
  • At 29 de abril de 2007 às 11:57, Blogger Nuno Fonseca said…

    Zazie, onde é que leste uma mentira minha?

    Indica onde, ou então ou deves-me um pedido de desculpas.

    Fala-se de diagnósticos psicanalíticos, mas chamar 'merdas', 'miserável', 'estúpido', detentor de uma 'figura triste', e agora, mentiroso, já é válido. Sensiblidades hipócritas, quanto a mim.

    Sim, mencionou-se possíveis traumas de infância, mas não foram atestadas com a mesma seriedade dos dildós da namorada e do chicote e do látex, e não alardeava o Samuel os ditos traumas sempre que havia hipótese? Zazie, minha cara, há todo um historial de perseguição e assédio por parte dele ao Tiago e, mais recentemente, à minha pessoa. Logo no primeiro post e em especial neste.

    Ignorar completamente o post original e limitar-se a ofender pessoalmente o blogger, revela uma falta de respeito crassa pelo blogger. É spamming.

     
  • At 29 de abril de 2007 às 11:58, Blogger Nuno Fonseca said…

    Ponto final.

     
  • At 29 de abril de 2007 às 12:15, Blogger Nuno Fonseca said…

    Sim, CC, chamei-lhes isso. Mas não por ofensa. Apenas por facto (ex: Mãe de Deus, transubstanciação, idolatria, bibliolatria, politeísmo, mtos etcs).

    Em todo o caso, deve pesquisar melhor as suas referências: ao mencionar eu o apedrejamento, foi-me ao Sto Ofício, quando a refª era ao Pentateuco. E agora atribui ao Salazar um princípio consagrado na Declaração dos Direitos Humanos? Que crédito, o que lhe cede!

    Mas revelou um pricípio interessante: a liberdade de um aumenta com a do outro. Portanto, se há liberdade de me empurrar, posso dar-lhe uma cabeçada?

    ---------------------------------

    Mais alguém escandalizado, ou podemos prosseguir?

     
  • At 29 de abril de 2007 às 12:25, Blogger CC said…

    Ah!, então se o insulto é "apenas por facto", está bem.

    Fique então por aqui a escrever as suas certezas absolutas (as desta semana). Mas já agora aconselho-o a estudar melhor isso dos "direitos humanos". Vai para aí uma grande confusão.

    Enquanto permanecer por aqui, eu não escrevo mais neste blogue.

     
  • At 29 de abril de 2007 às 12:47, Blogger zazie said…

    Este comentário foi removido pelo autor.

     
  • At 29 de abril de 2007 às 12:48, Blogger zazie said…

    Este comentário foi removido pelo autor.

     
  • At 29 de abril de 2007 às 12:52, Blogger zazie said…

    Nuno, para ser sintética e não perder mais tempo contigo:

    a única coisa que te devo é mandar-te à merda. Não faço parte de seitas nem devo fretes a gurus.

    Quanto à posição do CC não me posso pronunciar, porque não faço parte do blogue mas, pelo pouco que já vi, tem todo o meu apoio.

     
  • At 29 de abril de 2007 às 13:35, Anonymous Anónimo said…

    oh zazie, ainda nao tendi a sua posição no meio do blog. será querer levar na pássara? é que ainda não vi nenhum comentário digno.

     
  • At 29 de abril de 2007 às 15:01, Blogger David Cameira said…

    Esta troca de galhardetes está a ficar cada vez mais fedorenta e de nauseasd..

    Julgo q a Zazie tem de refeetir sobre o mau asso q deu em atacar tao vielmente o Nuno que, apesar de nao ser companhia frequente e intima da minha casa, é uma pessoa que merece respeito

    Eu ja tive a minha conta de discuções e " picanços " blogistics ( muitas vezes motivados por provocações q me fizeram ) e não gostaria de ver aqui este tipo de " palaçadas " novamente.

    Até pq: " Não vos enganeis: as más conversações corrompem os bons costumes'(1Co15:33).
    Porque 'O que anda com os sábios ficará sábio, mas o companheiro dos estúpidos será afligido'(Pro13:20) "

    Qt ao Samuel ainda não proferi sentença definitiva mas a experiencia de mostrará o q lhe devo sentenciar

    Qt ao Tiago Cavaco ele já disse o que tinha a dizer

    Agora a " zazie " desiludiu-me com os seus últimos comentáris

    Enfim...eu já respondi noutros blogues : " cresce e aparece " não gostara de ter de o fazer aqui com uma pessa por quem nutro alguma simpatia

    Paz do SENHOR

     
  • At 29 de abril de 2007 às 16:15, Blogger zazie said…

    Este comentário foi removido pelo autor.

     
  • At 29 de abril de 2007 às 16:16, Blogger zazie said…

    ó Cameirinha,

    tu não me vens para aqui dar lições de moral.

    A questão é simples e sintetizo-a.

    Não tenho a menor simpatia nem tolerância com formas de silenciar alguém atribuindo-lhe problemas psicológicos de infância.

    Era esta a técnica estalinista que também sempre gostou da desculpa das doenças mentais para se livrar dos seus críticos.

    É pá, é assim a modos que uma mania que eu tenho e que até consegui justificar.

    Tem melhor explicação que as fobias politicamente correctas onde ninguém pode brincar com as palavras.

    Neste caso foi simples. Vi na blogosfera uma pessoa a ser catalogada como problemática por ter tido problemas com o seu pai, quando era miúdo.

    Isto para mim chega para me chatear. Porque ninguém confessou publicamente qualquer problema e é de absoluto mau gosto andar-se publicamente a dar imagens negativas da família de outras pessoas.

    Se querem aproveitar um blogue religioso para falarem dos seus papás que o façam. Aí nunca me meteria ao barulho, Mas que não falem dos de outros nem lancem boatos à minha frente.

    Fizeram-no, lançaram e ainda apagaram a despedida do rapaz.

    Como já estava a prever que o iam fazer, fiz copy paste e voltei a colocá-la online.

    E dei a minha opinião sobre esta censura.

    Percebeste?

    Vai em paz e lancha bem que também ajuda

     
  • At 29 de abril de 2007 às 17:26, Blogger Nuno Fonseca said…

    Zazie, mostre mais respeito, por favor.

    No seu caso, não há doença mental nem provação de infância que justifique tanto asnear.
    Não vê que só me atribui mais razão?
    Faça uso das duas metades do cérebro para me refutar. É mulher: eu é que só consigo usar uma de cada vez.

    Cite-me imediatamente a instância em que disse que o Samuel foi aliviado da sua participação por traumas de infância.

    Vá: mais evidência e menos insultos baratos.

     
  • At 29 de abril de 2007 às 17:53, Blogger zazie said…

  • At 29 de abril de 2007 às 21:52, Blogger zazie said…

    agora que o circo já acalmou, até me está a dar vontade de rir a ler este meco a dar-me ordens:

    "cite-me imediatamente" vá

    ahahaha

    Este melro não me conhece. É que se isto fosse ao vivo, tinha levado tamanho piparote que nem lata tinha de voltar a aparecer à frente

    ahahahahahahaa
    "cite-me imediatamente" e "menos insultos baratos".
    Tinha levado com uns tão caros que até corava
    looooooolll

     
  • At 29 de abril de 2007 às 22:57, Blogger Nuno Fonseca said…

    Essa citação não explica nada quanto à eliminação do Samuel. Leia de novo o comentário em que explico as razões.

    Repetindo a questão já feita, diga-me, há um fim para estes seus posts, Zazie, ou apenas se apraz de disputas para poder criar na sua consciência a noção de que ficou por cima e com a última palavra?

     
  • At 29 de abril de 2007 às 23:14, Blogger zazie said…

    ó mongo!

    tu não sabes ler? és analfabruto?

    O que é que eu disse que achava miserável? não foi isto? de se andar a dizer que fulano tem problemas de trauma de infância com o pai?

    Vens-me ti agora armado em panilas com truquezinhos de rendinhas na liga a querer desviar a história e negar a imbecilidade do que andaste a papaguear.

    Cala-te tu e de vez. Que eu até já estava numa boa a divertir-me com o caso e tu é que és mongo e deves gostar de andar à porrada lá com o gang.

    Acabou. Percebeste? acabou e acaba quando eu quero. E isto nem era para ti. Era um esclarecimento público para quem não estava a perceber a questão.

    E, se queres saber, a censura foi mais porca porque te serviu para fazeres ameaças que também ias apagar comentários nos postes dos outros.

    E, como ninguém ia saber que o rapaz até se tinha despedido, tu aproveitavas a ocasião para te armares em vítima, ficando no ar que ele ia voltar a atacar-te.

    No início, até te estava a achar piada e nem tinha percebido que eras sonso.

    mas agora não. Acredita que já te topei e já vi que és cobarde e falso.
    E, o Samuel pode ter os defeitos que tiver, mas há-de ter bem mais razões para se queixar das tuas paneleirices a atirar para cima dele essas taras sado-maso.

     
  • At 29 de abril de 2007 às 23:19, Blogger Nuno Fonseca said…

    Acabou então, Zazie.

    E sabe que mais? Não a irei julgar.
    Tornaram-se óbvios os seus frutos e a pessoa por trás deles.
    Pedi já desculpa por desagrados que possa ter causado e se escandalizei alguém.

    Paz de Deus, amiga.

     
  • At 29 de abril de 2007 às 23:21, Blogger zazie said…

    Podes levar a taça que conseguiste que eu quebrasse uma regra :a de não fulanizar os debates.

    Mas tu ,realmente, ainda só apareceste aqui para fazer ataques. Zero de teoria. Zero de pensamento. Só porrada e ataque pessoal.

    Atascaste-me pessoalmente porque não tinhas argumentos. Eu mostrei-te o que tinhas pedido com esse ar panila de hitlerzinho a dar ordens. E tu, não contente com isso, armas-te em travesti e pões-te para aí aos gritinhos que afinal não era isso. Não era ter andado a passar boato de problemas de infância, era a saída.

    O caralho da saída devia ser a tua. Essa é que era uma boa saída de cena.

    Porque eu não sei se és apenas ovelha, ou já tens cargo de pastor. Mas, seja qual for estatuto religioso, a única coisa que vejo é que não me pareces pessoa muito cristã nem de boa fé.
    Dá mais a ideia que apenas sabe usar o cajado.

     
  • At 29 de abril de 2007 às 23:24, Blogger zazie said…

    Claro que não vais julgar nada porque não és Deus nem juiz.

    Basta-te ser honesto e eu passo um pano por cima disto interrompendo-se o diálogo até a coisa acalmar.

    Não sou de rancores. o que tinha a dizer já está dito.

     
  • At 29 de abril de 2007 às 23:59, Blogger zazie said…

    E és tão falso que, enquanto estavas a dizer que tinhas pedido desculpa, já estavas a escrever post para fazer fitinha na primeira página

     
  • At 30 de abril de 2007 às 10:18, Blogger David Cameira said…

    " At 4:16 PM, zazie said…

    ó Cameirinha,

    tu não me vens para aqui dar lições de moral. (...) "

    Perdoa-lhes pai pq não sabem o que fazem "

     
Enviar um comentário
<< Home
 
 
Um blogue de protestantes e católicos.
Já escrito
Arquivos
Links
© 2006 your copyright here