quarta-feira, novembro 29, 2006
advento
Claro, é sempre uma questão de circunstâncias ou de perspectiva, consoante o sujeito esteja mais virado para os limites da existência ou para a estética do mundo que o oprime. Mas não deixa de ser curioso que, do outro lado do Atlântico (mas mais a sul, para os que já estavam a pensar na cabeça do consórcio do Bem), venham boas notícias, sinais de esperança, momentos proféticos. Não me refiro ao facto de, a seguir à Venezuela, à Bolívia, à Nicarágua, seja agora o Equador a bater o pé à grande Babilónia. Nem ao facto da Esquerda da América Latina não confundir (ou fazer uma boa confusão) entre o combate às injustiças e a liberalização do aborto.
Não. Faço apenas referência à boa-nova de que o presidente Hugo Chávez foi portador. «Decidido a não ver nem um só ícone de tradição anglo-americana neste Natal, Chávez decretou que em nenhum edifício público do país devem ser usadas decorações contendo imagens ou bonecos do Pai Natal, pinheiros enfeitados e até botas ou meias vermelhas, noticiava na terça-feira o diário venezuelano Últimas Noticias.
Chávez pretende que todas as tradições do imaginário natalício dos Estados Unidos sejam substituídas pelas da Venezuela, a saber: os presépios com Menino Jesus nas palhinhas deitado, ornamentos feitos com a planta tropical conhecida como flor-de-Natal ou estrela-de-Natal, seja na variante vermelha ou branca, muitas "gaitas", as canções da época festiva que fazem parte do folclore local, e hallacas, um prato típico do país similar aos mexicanos tamales que é habitualmente partilhado por amigos e familiares ao longo de todo o mês de Dezembro» (Público, 9/Nov./2006, última página).
Ora, depois de anos e anos de aparente consolidação da OPA hostil que o odioso velho que a Coca-Cola vestiu de vermelho e que passa todo o ano no Pólo Norte (de onde sai apenas uma vez por ano para dar bons presentes aos meninos ricos e presentes de merda aos meninos pobres), sobre o Menino Jesus, é uma boa notícia a contra-reforma do presidente Chávez.
Só por causa disso, vou pôr o meu chavecito a discursar: «Eu cheguei aqui para fazer tudo o humanamente possível para ser útil ao povo venezuelano em seu sonho, em sua esperança e em seu empenho de ser livre e igual».

Carlos Cunha
posted by @ 6:36 da tarde  
2 Comments:
  • At 30 de novembro de 2006 às 11:21, Blogger David Cameira said…

    Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

     
  • At 30 de novembro de 2006 às 11:22, Blogger David Cameira said…

    isso mm Sr Carlos Cunha,

    Desta vez ate condordo consigo e tudo, o q faz o 2 espirito natalicio 2 lolll

    A LUTA CONTINUA, É PRESICO RADICALIZAR O COMBATE CONTRA UM GOVERNO ELEITO PELA ESQUERDA MAS Q FAZ A PLITICA DA DIREITA

    ABAIXO A TIRANIA E O DESPOTISMO DO GRANDE CAPITAL ABURGESADO

    nao a esta globalização neo-liberal e que suga , ate ao tutano, o sangue , suor e lágrimas aos pobres oprimidos e expliorados do mundo inteiro

    VENCEREMOS

     
Enviar um comentário
<< Home
 
 
Um blogue de protestantes e católicos.
Já escrito
Arquivos
Links
© 2006 your copyright here