quarta-feira, abril 09, 2008
Na pele do outro?


Recebi esta imagem num dos famosos "fwd:" com a seguinte mensagem: Se estes conseguem conviver assim, porque não o resto do mundo?

É claro que não é uma imagem bem bíblica, pois há a questão de se ser "kosher" mas achei-a pertinente.

-Scott

posted by @ 10:29 da manhã  
15 Comments:
  • At 9 de abril de 2008 às 12:55, Anonymous Anónimo said…

    Descobri hoje o vosso blogue e fiquei com péssima impressão. Para um blogue que se diz de Cristãos, dão um péssimo aspecto. Com os "cristãos" a darem esta imagem, com uma linguagem vulgar, com questiúnculas ridículas, com um lavar de roupa suja, com a exposição pública de questões pessoais, não são precisos os ateus para denegrirem a religião e os crentes.
    MCA

     
  • At 9 de abril de 2008 às 14:35, Blogger cbs said…

    MCA

    Não está a descobrir nada de novo.
    A roupa suja-se aqui como também se suja-se em todo o mundo. Somos cristãos, mas estamos no Mundo, temos questiúnculas, ridículas ou não.
    Quero no entanto dizer-lhe que, em minha opinião, o essencial nunca é a imagem, isso é só o que "aparece" e engana. Interessa mais o que está por dentro, e deve ter visto neste blog, mais qualquer coisa...

    Quanto à "linguagem vulgar" que refere, dou-lhe razão, mas terá também que enquadrar no "quando" e "quem". Não é tudo igual...
    A natureza humana é assim, frágil, e a porta que Cristo abriu, muito estreitinha:"Entrai pela porta estreita, porque larga é a porta e espaçoso o caminho que conduz à perdição"(Mt7,13)

    Bem haja

     
  • At 9 de abril de 2008 às 14:49, Blogger Nuno Fonseca said…

    Este comentário foi removido pelo autor.

     
  • At 9 de abril de 2008 às 14:51, Blogger Nuno Fonseca said…

    Anónimo, não deixes que os pecados dos outros te afastem de Jesus Cristo.

    Nem tudo o que aqui foi discutido me parece serem frutos de cristãos, mas devemos procurar a humildade de admitir que TODOS pecamos e destituídos estamos da glória de Deus (Romanos 3:23), e que apenas pela graça, por intermédio da fé no sacrifício do Messias (Efésios 2:8; João 3:16) somos nós salvos, entrado em reconciliação com o Pai, e caminhando na santificação diária pelo Espírito de Deus.

    MCA, penso que concordas que julgar a outrem é igual trespasse da mensagem cristã (Lucas 6:37; João 7:24).

    Peço apenas que medites neste versículo:

    'Como dirás a teu irmão: Deixa-me tirar o argueiro do teu olho, quando tens a trave no teu? (Mateus 7:4)

    Deus te abençoe.

     
  • At 9 de abril de 2008 às 15:25, Blogger cbs said…

    Nuno
    MCA é o "anónimo"

     
  • At 9 de abril de 2008 às 15:55, Blogger João Leal said…

    Anónimo,

    uma sugestão de leitura deste blogue, que é também um modo muito útil de se olhar o mundo em geral e a nós mesmos em particular:

    Imagine que estes irmãos não tinham sido redimidos por Cristo. Consegue imaginar quão pior seria a sua impressão?

     
  • At 9 de abril de 2008 às 17:20, Blogger Scott said…

    O anónimo/MCA (or whatever) faz um comentário hilariante dado o teor do poste original. Mesmo que estivesse a falar a sério, não podia vir mais a calhar! eh eh eh.

     
  • At 9 de abril de 2008 às 22:01, Blogger David Cameira said…

    Este comentário foi removido pelo autor.

     
  • At 9 de abril de 2008 às 22:04, Blogger David Cameira said…

    Caro anónimo/MCA (or whatever),

    Se linguajem baixa reles e vulgar era indirecta para mim, devo reconhecer que tem toda a razão. Passa-se que certa pessoa desperta em "o que de mais baixo há em mim" !

    No entanto, penitencio-me por nao ter conseguido resistir, mais uma vez, á provocação.

    Agora se se refere á Zazie..

    UI,UI,I

    Ela não é, nem nunca foi, cristã.
    Logo, os despautérios em que é pródiga e os impropérios, de " calão vernáculo ", em que abunda não podem desprestigiar o Cristianismo,pela simples e evidente razão que ....

    ELA NUNCA O PROFESSOU

    Paz

     
  • At 10 de abril de 2008 às 02:44, Blogger samuel said…

    A resposta do Nuno Fonseca leva-me (agradavelmente) à minha infância e juventude.
    Esta maneira de falar, uma espécie de "copy-paste" mental tão do agrado dos meus contemporâneos da Assembleia de Deus, punha-me os nervos em franja. É que há sempre quem exagere... O meu pai (pastor), praticamente só falava assim, outros, se lhes perguntasse "A que horas é que ficámos de nos encontrar?" respondiam Eclesiastes 3:1 a 8, a outros, se perguntasse "O que é o jantar?" respondiam Génesis 22:8, ou ainda a um ou outro mais mundano a quem perguntasse "O que achas desta medida de Salazar?" não conseguia arrancar melhor que um Lucas 23:34. Mesmo uma amiga a quem para ser simpático disse "Parece que estás mais magra..." respondeu-me muito séria, Provérbios 11:1.
    Foram bons tempos... mas muito stressantes e decididamente, com citações a mais. :)

    Abraço

     
  • At 10 de abril de 2008 às 14:16, Anonymous Anónimo said…

    Eu não julgo ninguém, eu não mando indirectas para ninguém. Além disso, não sou crente apesar de ter recebido vasta educação católica.
    Como disse, acabei de chegar a este blogue e não conheço nenhum dos intervenientes nem dos comentadores. Apenas deixei a minha impressão que, acredito, poderá ser a impressão de outros incautos que por aqui passem.
    E já que gostam tanto de citações, ao entrar aqui ontem só me lembrei daquela parábola (desculpem, mas não sei a referência exacta), em que o rei, depois de ver os seus convidados virarem as costas à festa do seu filho, mandou buscar todos os que passavam na rua.
    É que me parece, muitas vezes, que, se houver realmente um céu ou um paraíso ou um juízo final, serão muitos os que se dizem crsitãos (e têm as citações na ponta da língua) que vão ficar de fora e muitos os não-crentes que acabarão por ser chamados.
    O farisaísmo está presente em muitos e muitos cristãos.
    MCA

     
  • At 10 de abril de 2008 às 16:24, Blogger cbs said…

    a porta é estreita, MCA... e espaçoso o caminho que conduz à perdição.

     
  • At 10 de abril de 2008 às 17:28, Blogger Scott said…

    MCA,

    Estou a ver que não apanhou o espírito nem o teor do poste em que entrou. É muitíssimo curioso que persiste em dizer a mesma coisa apesar de vários comentários a manifestarem uma atitude contrário à sua afirmação de desgosto. Certamente há pessoas que não seguem as regras, mas nós é que seríamos fariseus se insistíssemos nelas.

    Como o Exmº Sr Dr cbs referiu, aqui surgem questões que são, para nós, pertinentes e as vezes, como vivemos no mundo, saem algumas coisas tortas. Porém, é uma procura honesta e sem pretensões a não ser vivermos a nossa fé de forma coerente.

    Termino por pedir a sua compreensão. Imagino que que não seja difícil para si dada a maturidade que se evidencia pela sua afirmação relativamente às questiúnculas. De certeza, as nossas dúvidas não lhe incomodavam se as tivesse, pois já as resolveu à sua satisfação. Mas, sendo nós os irmãos mais fracos, pedimos humildamente a sua paciência para que possamos lidar com as mesmas da forma que possamos também crescer. Entretanto, a todos desculpem lá a poeira das obras. Tentaremos ser o mais breve possível... Mas não ha garatias, pois não?

    Bem haja.

     
  • At 10 de abril de 2008 às 17:45, Blogger Scott said…

    MCA

    Para completar o seu comentário:

    Lucas 14:15-23 e ainda Mateus 22:1-14. O primeiro fala apenas de uma festa. O segundo refere plenamente das bodas.

     
  • At 5 de maio de 2016 às 01:41, Blogger huangqing said…

Enviar um comentário
<< Home
 
 
Um blogue de protestantes e católicos.
Já escrito
Arquivos
Links
© 2006 your copyright here