sexta-feira, agosto 24, 2007
Nothing compares to.

[pela mão do Marco]

Miguel Marujo
posted by @ 1:12 da tarde  
7 Comments:
  • At 25 de agosto de 2007 às 16:45, Blogger cbs said…

    tou parvo... qual será a justificação do governo?

     
  • At 27 de agosto de 2007 às 18:13, Blogger Marco said…

    cbs,
    A justificação é que a constituição egípcia é baseada na lei islâmica, e que esta apenas reconhece três religiões: Judaísmo, Cristianismo e Islão.
    A novidade é que para os novos bilhetes de identidade é obrigatório escolher uma destas três religiões; antigamente ainda se podia deixar esta opção em branco.

    Já publiquei vários posts sobre este assunto aqui.

     
  • At 28 de agosto de 2007 às 09:45, Blogger cbs said…

    obrigado Marco
    Mais uma prova de que não há limite para a re-invenção da realidade.
    A loucura mais elaborada é a que se disfarça de "normalidade".
    Para ela o resto não "existe".

     
  • At 28 de agosto de 2007 às 22:59, Blogger Hadassah said…

    Coitados dos faraós...se viessem cá hoje corriam de volta p'ró túmulo...

    Impressionante é a pacividade da ONU e demais que deviam zelar pelos direitos hunanos...

     
  • At 29 de agosto de 2007 às 13:40, Blogger samuel said…

    A última vez que vi, os faraós não eram exactamente um grande exemplo de democratas nem defensores dos direitos humanos...
    Mas posso estar enganado.

     
  • At 30 de agosto de 2007 às 12:47, Blogger Marco said…

    Hadassah,
    E o Egipto é membro do Conselho dos Direitos Humanos da ONU.
    Interessante, não é?

     
  • At 31 de agosto de 2007 às 22:47, Blogger Hadassah said…

    Pois Samuel e tbém não eram nem Muçulmanos, nem Cristãos, nem Judeus (julgo)...


    Deveras, Marco.

     
Enviar um comentário
<< Home
 
 
Um blogue de protestantes e católicos.
Já escrito
Arquivos
Links
© 2006 your copyright here